Meta ameaça retirar Instagram e Facebook da Europa

Autoridades reguladoras querem impedir a transferência de dados
imagem das redes da Meta que ameaçam sair da Europa

A Meta de Mark Zuckerberg anunciou que pode remover o Facebook e o Instagram de toda a Europa caso não possa armazenar os dados dos europeus. 

Zuzu caiu, mas caiu atirando.

Que treta é essa agora? 

Acontece que os Estados Unidos e a União Europeia tinham um acordo das antigas que permitia a transferência de dados pessoais para fins comerciais. 

Sempre que você deixa um like em uma foto do Neymar usando um Nike, ou quando pergunta para o Google qual carro consome menos gasolina, ou mesmo quando faz um daqueles testes para saber como vai ser seu filho com o ‘mozão’, você está criando dados. 

Então, a partir desses dados uma empresa cria produtos ou aprimora os já existentes para assim vender ainda mais.

Contudo, se o parceiro diz: “Epa, aqui não, majó. Não vai levar nossos dados”. Aí a relação fica estremecida e foi o que aconteceu. Autoridades reguladoras da Europa anularam o acordo de 2016 e a Meta ficou nervosinha.

Será que ela vai mesmo remover esses serviços? 

Vocês acham mesmo? A Europa cheia de tiozinhos que adoram o Facebook e receitas rápidas é um berço para a rede. Além disso, o Instagram é uma das redes mais usadas pelos mais jovens. 

Assim, fica evidente que o Zuck só está jogando um verde, ou seja, pressionando para que um novo acordo de transferência e armazenamento de dados dos europeus para os EUA saia logo. 

Perder bilhões na semana passada não diminuiu em nada a auto estima do homem. 

Em resposta, a Comissão Europeia disse que está negociando com Washington, mas vai levar um tempo para sair alguma coisa desses chazinhos. 

E por que a Europa está fazendo isso? 

Digamos que o United States pode ser um parceiro abusadinho e às vezes passa do ponto. Em 2015 o acordo já tinha sido cancelado porque a Agência de Segurança Nacional dos EUA, NSA, andou espionando a UE. 

Em razão disso, buscando aumentar a proteção de todo o bloco, a União Europeia cria leis para a proteção de dados dos seus países. 

Porém, já estamos em um nível em que a pendência de algumas pessoas por essas mídias é tão grande, que a população aperta as autoridades para serem menos rigorosas.

E a Meta sabe disso, e então lançou o blefe. Será que vai funcionar? 

Inscreva-se na nossa newsletter!