Elon Musk tem aval para oferecer internet via satélite no Brasil 

Serviços da Starlink funcionarão em todo o país
foto de Elon Musk fazendo propaganda da Starlink

É internet boa que você quer? Então toma, miséria! A Anatel aprovou hoje a exploração do céu brasileiro pela empresa de Elon Musk, a Starlink, que promete internet banda larga veloz e que alcança até a última fazendinha no interior do Acre. 

Starlink é um projeto da empresa SpaceX de Elon Musk. A ideia é fornecer serviços de internet via satélite para que o seu alcance chegue a todas as regiões, até mesmo para as mais isoladas. 

Eu sei, essa não é nenhuma novidade, já que essa opção já existe há um tempo, inclusive no Brasil. Porém, meu anjo, o sr. Musk não é um homem que entrega produtos comuns. 

O diferencial da Starlink é que seus satélites são posicionados em órbita baixa, ou seja, a cerca de 550 km da Terra. Enquanto suas concorrentes estão muito mais distantes, aproximadamente 35 mil km do nosso planeta. 

E daí? O que isso significa? 

Dada a sua proximidade, a velocidade em que os sinais viajam para chegar em sua casa é surreal. Cálculos estimam que possa alcançar 97% da velocidade da luz, que é quase 300 mil km por segundo. 

Olha a potência do bicho! 

Para os amantes de jogos on-line, uma velocidade acima de 50 megas é o ideal. Com a Starlink oferecendo uma ‘net’ que atinge 97,23 Mbps, que é o mesmo que mega, está bom né? 

Além disso, o alcance das transmissões é um dos seus maiores trunfos. O ministro Fábio Faria do Ministério da Comunicação pontuou a importância da entrada do projeto de Elon no céu brasileiro, já que aqui temos muitas regiões que carecem de serviços de internet. 

Ainda, segundo o marido de Patrícia Abravanel, Fábio Faria, a tecnologia Starlink também vai possibilitar um melhor controle de incêndios e do desmatamento da floresta amazônica.

Não é possível! Isso tem algum defeito? 

Infelizmente, como tudo nessa vida sofrida, tem sim. Acertou quem pensou “preço”. Coisa boa custa cara. Os serviços custam US$ 99, ou seja, quase R$ 500. Além da antena que precisa ser adquirida. 

Contudo, o valor ainda não está fechado. Então, não custa sonhar. 

Ao que parece, a Swarm será a provedora do serviço da Starlink no Brasil. A licença de atuação para a empresa de Elon será até março de 2027. 

Será que a VIVO ficou feliz? 

Inscreva-se na nossa newsletter!