Varejista chinesa, Shein, é avaliada em US$ 100 bilhões

Em nova rodada de investimento, a startup faz captação bilionária
Foto de um celular, miniatura de carrinho de supermercado e a marca da Shein atrás

Quiseram brincar de mostrar as comprinhas da Shein e acabaram comprando a empresa toda.

A varejista chinesa, Shein, finalizou sua rodada de investimento semana passada. Com isso, ela levantou entre US$ 1 bilhão e US$ 2 bilhões e está avaliada em US$ 100 bilhões. 

O que é uma rodada de investimentos?

As startups são empresas em estágio inicial, mas com potencial de crescimento muito grande. 

Contudo, atingir esse potencial, muitas vezes a startup precisa gastar mais do que ela ganha e para que a empresa não precise se afundar em dívidas, existem as rodadas de investimento.

As rodadas envolvem, de um lado, as startups que precisam de financiamento, e de outro, os investidores e fundos de investimentos, uma precisando de dinheiro para operar e outra com desejo de investir um dinheiro para ter um retorno futuramente.

Dessa forma, o fundo de investimento troca o seu dinheiro, por uma parte das ações da empresa. 

Assim a startup fica com o dinheiro para financiar o seu crescimento e o fundo fica com parte da empresa que pode ser vendida futuramente a um preço maior.

Continuando…

Com essa nova avaliação, a Shein já é mais valiosa que Hennes & Mauritz (H&M) e Inditex, a controladora da Zara, somadas.

O novo rumor é que a empresa estaria já pensando em uma nova rodada de investimento, de acordo com a agência Bloomberg.

Sobre a Shein

A startup chinesa fundada em 2008, observou, na pandemia, sua popularidade crescer absurdamente. Tudo isso, por conta da viralização de vídeos, mostrando os produtos que são tendências da moda mas a preços baixos.

Em 2020, a Shein chegou ao valuation de US$ 15 bilhões através de outra rodada de investimento, seria um crescimento de 566,7% em valor de mercado, em apenas dois anos.

Agora só falta você assinar a nossa newsletter, para não ficar para trás, em relação a nenhuma notícia que o seu dinheiro precisa saber. 

Inscreva-se na nossa newsletter!