Uber bane 1600 motoristas no Brasil por cancelamento de viagens

Sem mais espera de 40 minutos?
Uber registra primeiro lucro operacional em mais de dez anos de história

O Uber, vendo o caos que o aplicativo estava se tornando aqui no Brasil, tomou uma decisão firme. A empresa baniu 1600 motoristas brasileiros que estavam intencionalmente prejudicando o funcionamento da plataforma, cancelando viagens de passageiros de maneira excessiva.

Em uma imagem que circula nas redes sociais mostra um dos motoristas banido pela Uber com uma taxa de cancelamento de corridas inacreditável, das últimas 3.648 viagens ele cancelou 3.484 nos últimos 30 dias. 

Segundo a Associação de Motoristas de Aplicativos de São Paulo (Amasp), a quantidade de motoristas banidos é “exorbitante”.

O que motivou tudo isso? 

Toda essa treta envolvendo motoristas, passageiros e o Uber começou por conta do aumento da gasolina e o aumento dos preços de aluguel de carros que diminuiu ainda mais a margem dos motoristas. 

“Estamos escolhendo as corridas para obter lucro, o combustível subiu 51% somente no ano de 2021 e as tarifas estão congeladas desde 2015” afirmou a Amasp em uma postagem no Facebook feita nesta sexta-feira.

Uber e 99 reajustam ganho das corridas

Com todo esse alvoroço, o Uber e a 99 aumentaram o valor que é repassado aos motoristas para controlar a insatisfação. Nessa última semana houve um reajuste em até 35% nas corridas do UberX, por exemplo.

“O aumento revisa os ganhos dos motoristas parceiros e foi definido considerando a manutenção do equilíbrio da plataforma, para possibilitar que a população continue tendo acesso a um meio de transporte financeiramente viável, seguro e eficiente”, informou a 99 em nota.

Você também pode curtir: Carros elétricos e a dificuldade de implementação no Brasil

Inscreva-se na nossa newsletter!