Início » Negócios » Trabalho híbrido é a nova modinha do momento

Trabalho híbrido é a nova modinha do momento

Pessoas em estação de trabalho
Divulgação/ENTREPRENEURS

Uma coisa é fato, depois de tanto tempo trabalhando de casa ou você já se acostumou com o trabalho remoto ou não está aguentando mais, nesse ponto já virou 8 ou 80 para ser sincero.

Mas, aparentemente, a tendência do momento será o trabalho híbrido.

Interessante, conte-me mais Adm 

O trabalho híbrido é um formato que particularmente o Adm mais curte. 

Não é nem totalmente presencial nem totalmente remoto, então, fica a critério da empresa ou do trabalhador escolher quando irá frequentar o escritório ou quando o trabalho pode ser feito remotamente.

Onde isso já está sendo implementado?

Nos Estados Unidos, onde mais de 40% da população já foi totalmente vacinada, as atividades presenciais já voltam a acontecer, consequentemente o modelo já está sendo mais aplicado. 

Por exemplo, a Ford, montadora de carros, anunciou que o modelo de trabalho será permanentemente híbrido, tendo os colaboradores dias em home office e dias em casa.

Aparentemente, o pessoal na gringa curtiu a ideia do trabalho híbrido.

Dados de quantos dias por semana as pessoas querem trabalhar
Fonte: WFH Research

Veja também:

Mas quais são os efeitos colaterais do trabalho híbrido no longo prazo?

Uma pesquisa desenvolvida por uma fera nos Estados Unidos, Enter Nicholas Bloom, economista de Harvard traz muito a questão dos “side effects” do trabalho remoto. 

  • O principal deles é o “Donut Effect”. O “Donut Effect” é o efeito causado nos grandes centros urbanos que perdem uma parte considerável da população para os “subúrbios” e cidades metropolitanas, já que o trabalho pode ser realizado remotamente
  • Nos Estados Unidos, os centros urbanos perderam cerca de 15% dos seus moradores
  • Para o professor, os preços de apartamentos cairão em grandes centros, já que a procura irá diminuir por conta da adesão do trabalho remoto

Como fica a produtividade em um trabalho híbrido?

Segundo o professor haverá uma reorganização do modelo de trabalho, distribuição de tarefas e principalmente na metrificação da produtividade.

Cada vez mais será necessário a inserção de KPIs (key performance indicators, indicador de performance chaves) para conseguir medir a produtividade dos colaboradores e a eficiência nos processos internos da empresa.

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp