Startups Brasileiras batem recorde de captação em 2021

Foram US$ 5,2 bilhões neste ano, os startupeiros não estão de brincadeira
Entrada Nubank

Neon, Nubank, 99 Táxi, Ebanx, Gympass, iFood, Loft, Loggi, NuBank, Quinto Andar, enfim, é inquestionável que o Brasil está cheio de startups valiosas há algum tempo.

Apesar disso, comparado com outros países, ainda temos muito chão pela frente. Mas isso não quer dizer que estamos estagnados.

2021 já é o melhor ano para Startups em captações, que, até julho, atingiram US$ 5,2, superando todo o montante de 2020 e batendo recorde no setor, segundo o relatório Inside Venture Capital Report, do centro de inovação Distrito.

Para você ter uma ideia, no primeiro semestre deste ano, os número foram os seguintes:

  • Nubank recebeu aporte de US$ 1,15 bilhão (Alô, tio Buffett?)
  • Loft recebeu US$ 525 milhões
  • Quinto Andar: US$ 300 milhões
  • Gympass: US$ 220 milhões
  • Mercado Bitcoin: US$ 200 milhões
  • Hotmart: US$ 126,5 milhões

E a lista continua. Foram vários investimentos acima de 100 milhões de dólares, que colaboraram para esse crescimento expressivo.

Foram no total 339 negócios fechados e o segmento que mais recebeu foi de fintechs - famosas startups de finanças, com Nubank -, com US$ 2,4 bilhões e 72 aportes.

🧭 Por que é importante, adm?

Os cases no Brasil permitem que nosso país seja mais reconhecido no exterior – Nubank que diga – e aumenta a atratividade de nosso país para investimentos de outros países.

Além disso, o setor de startups está se consolidando bastante aqui no Brasil. Agora existem iniciativas incríveis que ajudam empreendedores a terem mais acesso ao conhecimento necessário para construir suas empresas, como o G4 ou a Bossa Nova Investimentos.

Pois é compasser, se você quer, não tem nem mais desculpa para não empreender 👀

Inscreva-se na nossa newsletter!