Punições à Rússia podem travar o comércio com o Brasil

Bancos podem recusar concessão de carta de crédito
barcos que chegaram no Brasil

E quando é que o Brasil passa ileso nas brigas alheias? As sanções econômicas aplicadas à Rússia podem afetar nosso comércio já que bancos podem recusar conceder cartas de crédito. 

E no final vai todo mundo perder.  

Que conversa é essa, Brasil? 

Você já sabe que o Brasil e a Rússia são ‘parças’ comerciais. Ou seja, um compra e vende do outro e para o outro. 

Nesse sentido, um dos produtos que está no nosso topo da lista de compras no mercado gringo é o fertilizante, sendo que 62% dele é comprado com os russos. 

Para se ter uma ideia, só no ano passado nós compramos US$3,5 bilhões de produtos para as nossas plantinhas, o que representou uma alta de 98% em relação a 2020. 

Acontece que essas grandes compras acontecem principalmente por meio das cartas de crédito. Contudo, com os bancos russos sendo castigados, esses negócios podem dar uma travada. 

O que são as cartas de crédito?

Se você tem um cartão de crédito já deve imaginar como as cartas de crédito de exportação funcionam. Neste último caso um banco também concede dinheirinho para o importador, quer dizer, o comprador. 

Assim, o exportador, que é o vendedor, recebe um ‘joinha’ do banco que diz: “Pode vender a carga, parceiro, eu seguro a ‘bucha’ se der B.O. 

Então, o vendedor manda seus produtinhos para os portos do país comprador. 

Porém, os bancos precisam de comunicação entre eles, para que assim, um garanta ao outro que os pagamentos foram feitos. 

Isso porque o fluxo de uma compra dessa natureza é muito maior. Pense que é preciso um banco para contratar esse crédito, um outro para garantir que a carga está sob seguro, outro para garantir que o pagamento foi recebido, enfim, um ‘rolê’ da miséria. 

E como é que os bancos fazem essa comunicação? Através do Swift, que é como a principal rede social das instituições bancárias mundiais. 

Agora pense que com os bancos russos bloqueados nessas redes, que financeira vai confiar conceder um crédito para uma transação cuja garantia de que tudo correu bem não “existe”.

Com isso, os importadores brasileiros vão ter problemas para comprar os fertilizantes e o nosso maior trunfo é justamente o agro. Sentiu o drama?

Eles podem dar outro jeito?

Claro que podem. Com boa vontade a gente conquista até Marte. Mas é inegável que driblar todas as sanções para prosseguir com os negócios normalmente será bem difícil. 

Esses problemas podem encarecer o comércio entre Brasil e Rússia. E se sobe para os fornecedores, coração, sobe para você também.

Inscreva-se na nossa newsletter!