Netflix perde mais de 200 mil assinantes e ações despencam 34%

A expectativa para o trimestre era de ganhar 2,5 milhões de assinantes, mas aconteceu o contrário
Cena de Stranger Things, série da Netflix

Algumas Stranger Things aconteceram e os executivos da Netflix estão mais confusos do que os fãs de Dark. 

Ontem (19), a Netflix anunciou os resultados do primeiro trimestre de 2022. Com isso, os investidores tiveram uma baita surpresa. 

A previsão de novos assinantes para a plataforma, era de 2,5 milhões, contudo, o resultado acabou sendo negativo, perdendo mais de 200 mil assinantes. 

Qual o motivo dessa queda nas ações do Netflix?

Bom, de acordo com a empresa, o conflito na Ucrânia e o fato da empresa ter suspendido as atividades em território russo, foram os grandes motivos para esse número. Só na Rússia, foram mais de 700 mil assinantes que deixaram o serviço de streaming. 

Do mesmo modo, outro “culpado” por esse resultado foi o famoso “me passa sua conta do Netflix?”. Sim, o compartilhamento de contas, segundo a companhia, tem afetado o processo de aquisição de novos usuários.

E a lógica faz sentido, se você compartilha a sua conta com várias pessoas, não existe motivos para elas adquirirem o serviço pago. 

Quais os impactos?

Nas finanças da empresa, no curto prazo afetou pouco. Mesmo com o saldo negativo de novos assinantes, a Netflix reportou uma receita de US$ 7,86 bilhões, um crescimento de 9,8% comparado com o mesmo período de um ano antes. 

Contudo, o lucro líquido mostrou uma queda de 6,4% comparado com o primeiro trimestre de 2021, registrando US$ 1,59 bilhão no primeiro trimestre deste ano. 

A queda aparecer em uma das últimas linhas do demonstrativo, mostra que o maior impacto não foi relacionado a perda de assinantes.

Contudo, mesmo assim isso não impediu que as ações da empresa despencassem nesta manhã. Até o momento, a queda é de 34,81%, uma perda em torno de US$ 35 bilhões em valor de mercado.

E agora?

Grande parte dessa queda veio da surpresa com os resultados. Para tentar amenizar isso, a empresa reajustou suas expectativas para o segundo trimestre, mudando de 1,5 milhões de novos usuários para a perda de 2 milhões. 

E se você quiser ficar por dentro de tudo que acontece no mundo e no mercado financeiro, só assinar a nossa newsletter gratuita. 

Inscreva-se na nossa newsletter!