Microsoft adquire dona de “Call of Duty” por US$ 68,7 bi

Empresa de Bill quer crescer no mercado de jogos
jogador de call of duty que foi comprada pela Microsoft

Bill Gates não quer guerra com ninguém. Não, ‘pera’. A Microsoft abriu o caixa e fez a maior compra de sua história. Levou para a casa a Activision Blizzard, dona de jogos como “Call of Duty” por US$ 68,7 bilhões. 

O que é a Activision Blizzard?

A gigante empresa de jogos eletrônicos é a responsável por criar, por exemplo, Call of Duty, um jogo de tiro, granada, dinamite e metralhadoras que faturou só no primeiro trimestre de 2021 US$ 2,28 bi. 

Já no terceiro trimestre do ano passado, o lucro líquido, ou seja, aquele valor livre de impostos, de custo de produção e de funcionários, foi de US$ 639 milhões.  

A Microsoft, que não é besta, fez a oferta bilionária e faturou. Assim, com essa aquisição, a empresa de Bill torna-se a terceira maior desenvolvedora de jogos eletrônicos. Ficando atrás apenas da chinesa Tencent e da Sony. 

Por enquanto… 

Quanto custou esse tiro? 

O custo foi de US$ 68,7 bilhões. Isso equivale a compra de cada ação da Activision por US$ 95 dólares. Ontem, na bolsa da Nasdaq, onde a empresa de jogos está listada, os papéis valiam US$ 65,39 cada. 

Ou seja, Bill Gates não estava para “joguinhos…”. 

O arremate final deve acontecer no ano fiscal de 2023. Isso quer dizer o período de tempo que uma empresa leva para apresentar seu balanço patrimonial, resultados, enfim, aquelas planilhas maravilhosas de excel. 

O ano fiscal tem prazo de um ano. Aqui no Brasil, por exemplo, o ano fiscal das empresas vai de 1º de janeiro até 31 de dezembro.

Lá fora pode ser diferente, embora aqui no Brasil esse modelo de ano fiscal pareça mais lógico. 

Quais são os planos da criadora do Word?

Inicialmente, expansão, dinheiro, bufunfa! Brincadeira! Só para descontrair. 

O diretor presidente da Microsoft diz que os planos vão desde alcance global a tornar os jogos eletrônicos mais acessíveis e inclusivos. 

Lembrando que a empresa está trabalhando para a implementação do metaverso. Agora imagine aí jogar Call of Duty nesse ambiente. 

Os jogadores vão sair do jogo mais treinados que os soldados do exército americano.

Inscreva-se na nossa newsletter!