Mercado de games é um dos mais promissores para os próximos anos

Novas tecnologias, nova demanda e falta de profissionais qualificados regem a promessa de um mercado próspero para os próximos anos
imagem the last of us 2, para ilustrar o mercado de games

Saindo dos jogos de Atari, chegando no Playstation 5, passando pelo jogo da cobrinha e aterrisando no Free Fire. Como o mercado de games ficou tão em alta nos últimos anos? Vou te explicar aqui.

De acordo com a Newzoo, uma das principais instituições de pesquisa sobre o setor, o mercado de games irá atingir a marca de US$ 200 bilhões em valor de mercado até 2023.

O que levou o mercado de games a essa previsão?

Em entrevista exclusiva à The Compass, Rafael Lucio de Mattos, professor da Faculdade Méliès, eleita a melhor faculdade de animação da América Latina, afirma que o momento que estamos vivendoem questão de tecnologia, está permitindo os jogos se desenvolverem em outro ritmo.

A tecnologia tem sido o personagem principal dessa jornada dos jogos ao longo do tempo. Os jogos do tipo Battle Royale, por exemplo, que reúnem centenas de pessoas ao mesmo tempo, eram inviáveis há alguns anos atrás. Agora não pode faltar na maioria dos videogames, computadores e até celulares.

Além disso, o nascimento do 3G é relativamente recente, em 2001 e agora já estamos na era do 5G. Esse salto impulsionou muito as diversas formas que o usuário pode engajar com diversos tipos de jogos.

Da mesma forma, celulares de 20 anos atrás, mal tinham o famoso jogo da cobrinha. Já agora, é possível, através de hardwares e novas interfaces, ter o seu jogo favorito em 3D na palma da sua mão.

Rafael enfatiza, que são muitos outros motivos juntos a esses expostos, que ajudaram a desenvolver o mercado. Desde as redes sociais, até as plataformas de streamings como a Twitch e o Discord.

É clichê afirmar que a tecnologia está crescendo a um ritmo muito rápido, mas é bom destacar todas as consequências disso.

E quanto ao mercado nacional de games?

Rafael também destaca que, antigamente, a grande vontade de quem gostaria de trabalhar em estúdios de jogos era sair do país. Contudo, houve um marco para o mercado nacional que mudou esse cenário.

A popularização de jogos indies, foi determinante para o sucesso de muitos estúdios individuais e o aumento da demanda por profissionais no mercado nacional.

Para quem não sabe, jogos indies são os projetos desenvolvidos por uma equipe pequena, às vezes por uma única pessoa. Este tipo de jogo visa não só a inovação para o mercado, como também a distribuição mundial do projeto.

Segundo o professor, essa maior atenção aos jogos independentes, começou a criar um mercado que antes era praticamente inexistente. Dessa forma, isso acabou desenvolvendo a possibilidade para ter uma carreira de sucesso dentro do Brasil.

Dessa forma, deixamos de ser apenas o “país emergente” neste mercado e agora já estamos em grande destaque mundial.

E o mercado americano?

Para Danilo Athayde, ex-aluno e ex-professor da Faculdade Méliès, que hoje trabalha na Naughty Dog e já atuou em projetos como modelador do jogo The Last of Us II, o mercado americano de jogos sempre foi e vai continuar sendo o pólo principal do mundo para o setor.

Por conta das grandes produtoras e o dinheiro que circula em grandes projetos, as empresas americanas sempre demandam mão de obra. Porém, pela grande concorrência, é necessário ter uma formação acima da média para chegar ao mercado.

A demanda crescente

Com o desenvolvimento do setor de games, novas empresas estão surgindo, novos serviços estão surgindo e claramente uma necessidade de profissionais qualificados está cada vez maior abrindo portas para novas oportunidades profissionais.

O que antes era algo extremamente difícil e pouco visto, os trabalhos como designer de jogos, animador e programador de jogos digitais, têm se tornado uma necessidade que ainda não foi suprida, não só no Brasil como no mundo.

E com a qualificação certa, é possível encontrar infinitas possibilidades no mercado de jogos.

Onde é possível encontrar essa qualificação?

Se você chegou até aqui, e já entendeu que o setor está crescendo e junto a isso, existe a busca por profissionais qualificados e já está com vontade de trabalhar com isso, tenho uma boa notícia.

A Faculdade Méliès, eleita a melhor faculdade de animação da América Latina, a única instituição de ensino brasileira entre as melhores do mundo e ainda nota máxima do MEC, está com vagas abertas para os cursos de graduação e pós-graduação.

O Daniel Athayde, que está trabalhando em uma das maiores produtoras de jogos do mundo e já trabalhou em super projetos, é só um exemplo de vários que os ex-alunos da Méliès colecionam.

A faculdade possui ex-alunos espalhados pelo mundo, em grandes projetos como Fortnite da Epic Games, Battlefield 2042 e a série Arcane, inspirada no jogo League of Legends.

Então, se você está em busca de uma formação que possa te levar para os grandes estúdios de jogos e animações, basta clicar neste link e se inscrever no processo seletivo. Mas cuidado, é por tempo limitado!

Inscreva-se na nossa newsletter!