Início » Negócios » Justiça condena Vale a pagar R$ 1 milhão por vítima em Brumadinho

Justiça condena Vale a pagar R$ 1 milhão por vítima em Brumadinho

Com 137 fatalidades na tragédia, a indenização totaliza R$ 137 milhões.
rompimento da barragem em 2019 Vale
Imagem:Foto: Moises Silva

Hoje (10), a empresa Vale foi condenada a pagar uma indenização de R$ 1 milhão por cada profissional que foi vítima fatal da tragédia ocorrida no rompimento da barragem em 2019.

De acordo com os autores do processo, a tragédia, na verdade, causou a morte de 270 pessoas. No entanto, 137 seriam funcionários diretos da mineradora.

A empresa (VALE4) se posiciona como “sensível à situação dos atingidos pelo rompimento da barragem” e disse que vem fazendo acordo com os familiares dos trabalhadores que foram vítimas desde o ano do ocorrido, em busca de garantir uma reparação rápida e total.

A decisão de condenação foi tomada pela 5ª Vara do Tribunal Regional do Trabalho de Betim (MG). Essas indenizações trabalhistas são baseadas no acordo assinado entre a empresa e o Ministério do Trabalho.

A participação dos sindicatos também está presente e determina que cônjuges ou companheiros, além de pais, filhos e irmãos de trabalhadores devem receber individualmente indenizações por danos morais.

A nota divulgada afirma que desde 2019 mais de 1,6 mil familiares de vítimas foram envolvidas em 679 acordos trabalhistas que asseguram plano de saúde a cônjuges/companheiros e aos filhos (até 25 anos) dos trabalhadores.

Ainda segundo a Vale, há o pagamento de seguro adicional por acidente de trabalho aos pais, cônjuges ou companheiros e filhos, individualmente. Além disso, é pago um benefício de auxílio creche de R$ 920 mensais para filhos de trabalhadores falecidos que tenham até 3 anos de idade e auxílio educação no valor de R$ 998 para filhos entre 3 e 35 anos de idade.

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp