Hering vai usar criptomoedas para reduzir emissões de carbono

A Cia. Hering pretende adiantar suas metas de reduzir o impacto no meio ambiente
Fachada de Loja da Hering

A Cia. Hering pretende adiantar suas metas de reduzir o impacto no meio ambiente. Para isso, a dona da marca de roupas brasileira Hering, recorrerá a tokens digitais, que representam créditos de carbono.

Adm, não entendi nada…

Vamos por partes, primeiro, o que é um token?

Adm Explica

No contexto da Blockchain, a tokenização é quando você registra um bem digital na Blockchain. Os tokens, de forma resumida, nada mais são do que representações de algum dado - pode ser um arquivo, certificado, arte…

Neste caso, o dado é referente aos créditos de carbono, onde cada unidade do token representa uma tonelada de CO2 que deixa de ser emitida. 

E o que são créditos de carbono?

Adm Explica

Um créditos de carbono é a representação de 1 tonelada de CO2 que deixou de ser emitida para a atmosfera. Esses créditos são gerados com o propósito de colaborar com a diminuição do gás carbônico, para reduzir o efeito estufa.

Essa é uma forma inteligente de incentivar a redução da emissão de carbono, pois basicamente atribui valor em forma de crédito para empresas que não emitem carbono e um custo para empresas que emitem.

As que emitem então, podem comprar esses créditos para compensar suas emissões, sem necessariamente cortar de vez suas atividades que emitem carbono, permitindo uma transição mais gradual para a neutralização das emissões.

Porém, há dois lados da moeda, alguns dizem que isso incentiva empresas a continuarem emitindo ainda mais carbono, usando como desculpa que tem vários créditos.

Há várias formas de gerar esses créditos de carbono, no caso dos tokens MCO2 que a Hering pretende comprar, são gerados pela fintech ambiental MOSS, que investe na preservação da Amazônia.

A fintech é brasileira, e foi a primeira no mundo a colocar créditos de carbono na Blockchain. Ela já conta com diversas parcerias e contribuiu para a conservação de 500 milhões de árvores em projetos certificados.

Atualmente, o token MCO2 tem valor de aproximadamente R$31,55 e, por meio do token, a empresa já transacionou R$70 milhões em apenas um ano.

Segundo o fundador e CEO da MOSS, Luis Adaime:

“A MOSS criou uma tecnologia que permitiu democratizar o acesso ao crédito de carbono tanto para empresas como para pessoas com consciência ecológica. Nunca foi tão fácil e seguro investir em projetos de preservação na Amazônia”.

A a Cia. Hering se comprometeu a adquirir 40 mil créditos de carbono por ano, para neutralizar suas emissões.

Inscreva-se na nossa newsletter!