Google abre primeira loja física em Nova York. Apple que se cuide!

Alô, big techs? Fiquem de olho, ein! A loja fica bem próxima a grandes players como Microsoft, Apple, Samsung e até Amazon.
Bolas de basketball do Google

Conta pro adm, você iria nessa loja?

O novo espaço físico da Google inaugurou ontem (17) e conta com aproximadamente 460 metros quadrados de pura inovação.

Localizada no bairro de Chelsea, Nova York, consumidores/turistas poderão conhecer, testar e, claro, comprar os produtos e serviços na loja da gigante de tecnologia.

Alguns deles são:

  • celulares Pixel
  • Stadia: serviço de streaming de jogos eletrônicos. Tipo uma Netflix, mas para games na nuvem, sem a necessidade de comprar equipamentos poderosos para rodá-los.
  • WearOS: sistema operacional dos smartwatches da Google. É basicamente uma adaptação do Android para esses aparelhos
  • Fitbit: empresa adquirida pela Google que tem como foco os famosos wearables – dispositivos vestíveis, como relógios inteligentes e pulseiras

Uns nomes chiques desses, adm já quer testar tudo!

O local também proporciona atendimento aos clientes com dúvidas ou que precisam de consertos para seus produtos/serviços.

A empresa já contava com outra loja física – agora temporariamente fechada – em sua sede, porém, essa é a primeira vez que abre uma loja fora.

“Qual é o plano?”

Não foram divulgados muitos detalhes sobre os planos da Google com a ação, mas deve ser um teste – famosos MVP – para que a empresa possa expandir em outras localidades dos EUA, assim como fez a Apple há alguns anos.

Adm Explica

MVP significa Minimum Viable Product, ou produto mínimo viável. É uma versão mínima que você precisa ter de um produto qualquer, com o intuito de validar o negócio.

“Por que é importante, Adm?”

Como compassers se cansam de ouvir, a pandemia acelerou a digitalização de tudo! Isso nos fez questionar sobre a necessidade de algumas empresas sequer terem espaços físicos, especialmente as de tecnologia, como a Google.

Quando uma empresa grande – reconhecida por identificar tendências de mercado – abre uma loja física, é um sinal de que elas ainda têm muito valor, mesmo que sejam de setores que não dependem delas.

É um negócio difícil, mas interessante.

Será que o pós-pandemia, na verdade, será protagonizado por consumidores carentes de lojas físicas? 

Fica a reflexão!

Inscreva-se na nossa newsletter!