Exportação de ovos cresce 81,5% enquanto a de carne cai 7%

Commodities seguem salvando o Brasil
ovos

Parece que não foi só o brasileiro quem trocou a carne pelos ovos. 

O Brasil exportou 11,3 mil toneladas de ovos no ano passado. Toda essa venda representa uma receita de US$ 18 milhões. Em 2020 a receita foi de US$ 10 milhões.

Os gringos estão trocando a carne por ovos? 

Ao que parece, de fato o alimento mais barato conquistou um espaço significativo na mesa de alguns países. Principalmente a dos Emirados Árabes e Japão.

Em contrapartida, a carne bovina registrou uma queda de 7% em 2021. O maior motivo foi o embargo chinês. 

A China, maior cliente de carnes do Brasil, suspendeu as importações após a identificação da “doença da vaca louca” no gado brasileiro. O embargo já caiu e as vendas já voltaram. 

Desta forma, nossas commodities seguem sendo o carro chefe da nossa economia. 

Espera, o que são commodities mesmo? 

As commodities são produtos básicos produzidos em larga escala e que podem ser estocados sem que se perca sua qualidade. 

O Brasil é carinhosamente chamado de “celeiro do mundo”. Invejosos dirão que é mentira. Contudo, esse título remete a ideia de que nossa terra produz bons produtos capazes de alimentar os demais países. 

Nosso país exporta anualmente produtos como, minério de ferro, soja, petróleo, açúcar, carne bovina e olha só, mais recentemente uma crescente na venda de ovos. 

É colega, a crise chegou para todos os países.

E daí? Isso é bom para o país todo ou só para o agroboy? 

Carregar o fardo de alimentar o mundo é positivo para toda a nação e não apenas para o empresário. 

Para se ter uma ideia, só no primeiro semestre de 2021 o agronegócio empregou mais de 152 mil pessoas, com carteira assinada. 

Ademais, o crescimento do setor impulsiona o avanço de outros campos, como o da tecnologia. 

Embora haja inúmeros problemas no Brasil, é preciso reconhecer que nossa terra é abençoada e mesmo em meio a crise sanitária e econômica, nossas commodities seguem firmes e fortes.

Inscreva-se na nossa newsletter!