Como conseguir investidores para o seu negócio: confira o passo a passo

O passo a passo inclui até ideias de onde encontrar esses investidores
Como conseguir investidores para o seu negócio: confira o passo a passo

Alô, empreendedores, essa é para vocês! Aqui na The Compass, já te mostramos como ter uma ideia de negócio. Depois disso, um dos passos importantes é buscar investimentos para colocar a sua ideia na prática. Porém, a questão que fica é: onde encontrar esses investidores?

Para começar, é preciso ter em mente que um negócio surge antes mesmo do dinheiro. Embora os investimentos sejam importantes para alguns projetos, isso não deve ser um impeditivo para que você comece algo.

Afinal, o que não faltam são exemplos de pessoas que começaram simplesmente com um celular ou com o apoio de amigos e familiares, né?!

"O negócio começa sem dinheiro. São algumas etapas de construção. O projeto sempre surge através da ideação […] só depois você parte para a construção de um material de captação de investimentos, aí você vai buscar em quem acredita no mesmo propósito e projeto que você",

explica Fernando Patara, cofundador da Arena Hub e sócio da 2Simple, em entrevista à The Compass.


As empresas coordenadas por Fernando fazem parte de uma grande lista de projetos voltados para auxiliar e desenvolver estratégias para startups e empreendedores. 

Essas e outras companhias em atuação no Brasil ajudam os empreendedores a tirar os projetos do papel. No entanto, para que isso aconteça, é fundamental que o idealizador da empresa entenda algumas coisas antes.

Para te ajudar nisso, reunimos algumas dicas práticas de como conseguir investidores para o seu negócio. Confira a seguir!

Passo 1: Planejamento

O primeiro passo para começar uma empresa, antes mesmo de pensar em apresentá-la para algum investidor, é estruturar o seu plano de negócios. Para isso, de acordo com Fernando, um bom pontapé inicial é responder as seguintes perguntas:

  • Quais dores eu pretendo resolver?
  • Para qual público-alvo?
  • Qual é o tamanho desse mercado?

Feito isso, o próximo passo é construir uma solução para atender essas necessidades e, em seguida, pensar na construção da marca, além de detalhar quais serão os produtos e serviços oferecidos por ela.

Passo 2: Conheça os investidores em potencial

Atualmente, existem uma série de maneiras de conseguir investimentos para o seu negócio. Porém, isso não significa que essa tarefa está ficando mais fácil – e nem mais difícil.

“O empreendedor tem que ter plena ciência que os fundos estão cada vez subindo a régua”, explica o sócio da 2Simple.

Na prática, isso significa que os investidores estão cada vez mais rigorosos antes de apoiar um projeto. Afinal, existem milhares de ideias surgindo diariamente no mercado e, para que a sua seja escolhida, ela deve ser bem estruturada.

Uma das opções mais conhecidas na hora de conseguir investimentos para um negócio são os investidores-anjo.

Basicamente, esse grupo é formado por profissionais experientes, como empresários e empreendedores de sucesso, e que estão dispostos a investir em boas ideias.

Segundo Fernando, uma boa forma de encontrá-los é por meio de um bom networking, que pode ser feito em palestras ou eventos, por exemplo.

Outra alternativa interessante é o crowdfunding, nome dado ao financiamento coletivo. Essa é uma ótima pedida para projetos de alto impacto social. Atualmente, existem diversos sites que podem ajudar nessa proposta, como Catarse, Kickante e Benfeitoria.

Se você já tem uma ideia estruturada e com bom potencial de crescimento, correr para uma aceleradora pode ser a melhor opção. Essas iniciativas acolhem startups em fase de ideação com recursos financeiros, treinamentos e consultorias

Dica do Adm

Se você possui um projeto menos estruturado, bastante preso a uma ideia inicial, as incubadoras podem te ajudar. Ao contrário das aceleradoras, essas iniciativas são mais interessantes para os empreendedores que ainda querem estruturar melhor a ideia antes de partir para a busca por investidores.

Ainda segundo Fernando, outra forma bastante interessante de conseguir investimentos é participar de desafios, como os hackathons, que são frequentemente anunciados por grandes empresas. 

Em muitos casos, os ganhadores dessas iniciativas são contemplados com recursos financeiros, que podem te ajudar no desenvolvimento da sua empresa.

Passo 3: Pitching

Agora chegou aquela hora legal que todo mundo gosta (ou acha que gosta, pelo menos): o momento de vender o peixe! Apesar de parecer fácil e quase intuitivo, saiba que não é bem assim. É justamente por esse pensamento que muitas pessoas encontram dificuldades em conseguir investimentos.

Imagina que você está em um encontro tentando conquistar aquela pessoa especial. Você não vai só chegar lá e sair falando qualquer coisa, né?! Você provavelmente vai stalkear a pessoa nas redes sociais antes, tentar descobrir o que ela gosta e até inventar que já assistiu alguma série só para ter assunto…

Essa mesma disposição tem que ser colocada em prática também na hora de apresentar sua ideia aos investidores.

“Não existe pitching perfeito, existe o que funciona. Um pitching que funciona contém elementos para uma audiência específica. Faça a lição de casa, conheça a pessoa para a qual você está indo apresentar o material”, explica Fernando.

Dessa forma, é importante mudar sua apresentação conforme o investidor que você vai encontrar. Portanto:

Se for um grupo de investidores-anjos, seja mais detalhado.
Já para um fundo segmentado, seja extremamente coerente, já eles entendem muito do mercado.

Dica extra

Depois de saber de tudo isso, a dica final é manter os pés no chão e entender que você não precisa de um investimento milionário (ou bilionário) para começar. 

“Ser um unicórnio (como são chamadas as startups avaliadas em US$ 1 bi ou mais) é uma consequência da construção do seu trabalho”, finaliza Fernando.

Inscreva-se na nossa newsletter!