Biden pretende injetar US$ 1 BI no mercado americano de carnes

O anúncio derrubou as ações de empresas brasileiras
foto de bois que representam o anúncio de Biden sobre investimento em carnes

Acho que o Joe Biden não assistiu Chaves quando mais jovem, já que não aprendeu que as pessoas boas devem amar seus inimigos. Brincadeira. Investir no mercado interno de carnes é bom para os americanos. 

Tudo bem, tudo bem, nós brasileiros já estamos acostumados com os golpes que a vida nos dá. 

Qual é o plano do Joe para os States? 

Inicialmente, tentando aplacar a inflação que aumentou nos últimos meses em razão da pandemia e de conflitos políticos internos, porque nenhum país do mundo é perfeito, Biden anunciou que pretende injetar US$ 1 Bi no mercado de carnes. 

A iniciativa visa aumentar a concorrência nesse setor, já que apenas uma pequena parcela detém a maior parte da concentração do processamento de carne. 

Assim, pequenos produtores recebem um incentivo para brigar de frente com grandes produtores. E nessa briga de boi valente quem ganha é o consumidor, já que os preços caem. 

O que eu tenho a ver com a picanha que eles comem lá? 

Bem, coração, o investidor que tem em sua carteira ações da JBS e da Marfrig, gigantes da indústria alimentícia focadas em proteína animal, observou uma queda no valor de seus papéis. 

Isso aconteceu porque vender carne para os norte-americanos gera cerca 75% da receita de ambas as empresas. Sentiu o drama? Os investidores estão pressentindo que essa porcentagem vai cair se o Biden tiver palavra e cumprir o que anunciou. 

A queda para a JBS foi de 4,22%, fechando o dia de ontem valendo R$ 36,35. Já a Marfrig sofreu uma queda de 3,62% e foi dormir valendo R$ 21,27. 

Não estou investindo, só adoro um churras, e aí? 

Veja bem, o ADM não é nenhum vidente, mas acompanha o raciocínio. 

Vender para a gringa com o dólar nas alturas é uma delícia. Mas se de repente o States reduz a demanda de carnes brasileiras, ora, a JBS não pode deixar essa carne estragar, não é mesmo? 

Ou seja, essas empresas vão ter de vender uma porcentagem maior para o nosso mercado interno. Mais carnes nos nossos açougues, menores os preços. Pegou?

O churrasco de domingo pode ter mais carne que linguiça logo mais. Vamos acompanhar!

Inscreva-se na nossa newsletter!