Apple suspende vendas na Rússia

Gigantes do transporte marítimo também interrompem serviços
logo da apple que suspendeu vendas na Rússia

Após governos internacionais, chegou a vez de empresas privadas castigarem a Rússia. Apple, Ford, Nike, e outras, decidiram suspender seus serviços temporariamente em solo russo. 

Que empresas vão suspender serviços na Rússia?

Apple, BMW, Boeing, Ford, Mastercard, Nike, Shell, Visa, Volvo, entre outras, decidiram dar as mãos em protesto contra a Rússia pela invasão na Ucrânia. 

Ainda, MSC Cargo e Maersk já decretaram que não vão mais carregar contêineres com destino ao país de Putin e nem mesmo encostar em seus portos para levar suas mercadorias para outros países. 

O bicho está pegando. 

Além disso, outras empresas privadas estão sendo pressionadas por pessoas, entidades, governos e afins para também abandonar o país da vodca. 

Aliás, a venda da bebida mais famosa da Rússia está sendo suspensa em alguns estados dos EUA. 

Qual o objetivo de todas essas suspensões? 

A princípio, afetar a economia russa, já que com fábricas fechadas, muitos russos perderão seu emprego e assim, as pressões populares contra o presidente Putin se intensificarão. 

Ademais, a falta de ofertas de produtos faz com que a inflação cresça em uma velocidade muito maior do que a prevista, caso as empresas da Rússia e da China, por exemplo, não sejam capazes de atender a demanda do povo russo. 

Então, com a população russa padecendo, empresas sofrendo com as sanções ao país e membros da nata com dinheiro bloqueado em bancos internacionais, a pressão sobre Putin só aumenta. 

Será que o Putin vai desistir? 

Isso só o Pai que está nos Céus sabe. De acordo com a mídia da Ucrânia, hoje haverá um novo encontro para negociação entre ucranianos e russos. Será que rola um aperto de mãos?

Por outro lado, Putin parece intensificar seu ataque cada vez mais. Ontem seu país emitiu um alerta para a população de Kiev, capital da Ucrânia, pedindo que deixasse o local. O que será que isso quer dizer?

Por enquanto, existem apenas perguntas. Será que o sr. Vladimir contava com a astúcia do presidente ucraniano e com a resistência de seu povo? Será que também contava com a neutralidade da China?

Só o tempo dirá. 

Inscreva-se na nossa newsletter!