Receita líquida: entenda o que é, como calcular e qual a importância desse indicador

receita líquida

Inserido no mundo dos investimentos, você já deve ter visto a palavra “receita” várias vezes, né?

Quando se trata de dinheiro entrando, a receita líquida é um conceito muito importante e frequentemente usado para analisar balanços patrimoniais.

Ao se fazer a análise fundamentalista de uma empresa, a receita nos ajuda a entender melhor a situação em que a empresa se encontra e se faz sentido ou não, de acordo com seus objetivos, investir ali.

Trata-se de um conceito relativamente simples de contabilidade e neste artigo você vai entender melhor o que receita líquida significa, como calcular e sua importância.

O que é receita líquida

 

De maneira prática, receita líquida de uma empresa é a quantia de dinheiro que ela recebe durante certo período, ou seja, todas as vendas relacionadas à organização que estão registradas na conta.

Você pode encontrar os valores na DRE (Demonstração de Resultado do Exercício, ou seja, do ano).

Receita líquida x receita bruta

A receita bruta, cujos valores estão na primeira linha do DRE, é o valor bruto que se refere a todas as vendas operacionais da empresa, sem descontar nada.

  • Na receita bruta não são incluídas devoluções de vendas que possam ocorrer, por exemplo. Ela considera todas as vendas pagas em crédito e à vista.

Já a receita líquida é o valor das vendas brutas depois de descontar impostos sobre as vendas, todos os descontos e abatimentos, além das devoluções que possam ocorrer.

Adm

Você ainda pode encontrar por aí a palavra “DEDUÇÃO” sobre os impostos – caso não esteja familiarizado(a) com o uso da palavra, saiba agora que nesse contexto ela significa o DESCONTO dos valores, a sua subtração. Belê?

No DRE, você pode encontrar os valores como mostraremos abaixo.

Como calcular a receita líquida

Receita bruta – impostos – (descontos e abatimentos) – (devoluções) = Receita líquida

emoji nerd

Adm

Lembra ali das "deduções"? Então se liga aqui embaixo, vou te mostrar os valores das ~deduções~, que são os valores referentes aos impostos cobrados nas vendas

  • PIS (Programa de Integração Social), contribuições sociais pelas pessoas jurídicas para financiar seguro-desemprego e semelhantes;
 
  • COFINS (Contribuição para o Financiamento da Seguridade Social), imposto federal sobre a receita bruta das empresas, destinado a financiar seguridade social – incluindo previdência social, saúde e assistência social;
 
  • ICMS (Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços), tributo estadual sobre produtos de tudo quanto é tipo: do eletrodoméstico ao chocolatinho;
 
  • IPI (Imposto sobre Produtos Industrializados), que incide sobre itens que passaram por processos de industrialização, tributo federal.

Receita líquida e lucro líquido

Enquanto que a receita líquida é tudo aquilo que entra, como aprendemos neste artigo, o lucro líquido se trata da diferença entre o que entra e o que sai.

Para encontrá-lo, é descontado muito mais do que devoluções, descontos e abatimentos sobre os produtos, como é feito na receita líquida.

No caso, o cálculo do lucro líquido leva em consideração todos os gastos da empresa: administrativos, demais impostos, custos fixos (como salários), custos variáveis (como comissões de vendas), etc.

Importância da receita líquida

Por meio desse indicador, a gente pode identificar ineficiências na empresa.

emoji nerd

Exemplo:

Suponha, por exemplo, que em um ano a empresa faturou mais do que no ano anterior, mas sua receita líquida foi menor mesmo mantendo os mesmos descontos e impostos.

  • Isso permite analisar que outros fatores possam ter causado a diminuição da receita, como pode ter sido o caso de um aumento na quantia de devoluções por conta de processos produtivos ruins, por exemplo.

Warren buffet Sorrindo

 Identificar ineficiências ou problemas e resolvê-los, uhul!

Lembre-se, ainda, que você pode comparar o resultado atual com o de anos anteriores.

Essa comparação é válida porque pode ser feita uma análise de diminuição de receita, por exemplo, devido a fatores como percentuais de impostos que mudam com o tempo.

Outro ponto importante é que o investidor esteja sempre de olho no balanço patrimonial, além do DRE das empresas, já que o fluxo de caixa também é um número importante para fazer uma análise fundamentalista completa da empresa.

Adm se despedindo

Boa, Compasser, você chegou até aqui!

Então lembre-se: seja da sua empresa, seja de uma empresa em que você investe ou está de olho para investir, vale dar uma boa olhada neste indicador que traz uma visão da situação financeira da companhia!

Te vejo nos outros artigos!

Aproveite para aprender um pouco mais sobre o Banco Central do Brasil e também para conhecer livros incríveis sobre investimentos! 

Inscreva-se na nossa newsletter!