Mercado de criptomoedas chega a US$ 3 trilhões pela primeira vez

Bitcoin e Ether decolaram nos últimos dias e contribuíram para o recorde
Mercado de criptomoedas chega a US$ 3 trilhões pela primeira vez

A capitalização total do mercado de criptomoedas ultrapassou a casa dos US$ 3 trilhões pela primeira vez nesta segunda-feira (8). A informação faz parte de um levantamento realizado pela plataforma CoinGecko.

A empresa rastreia mais de 10 mil moedas digitais, espalhadas entre 517 plataformas de negociação de todo o mundo. Conforme o levantamento, a capitalização deste mercado subiu 4,1% ontem (7), o que fez com que o valor total atingisse US$ 3,019 trilhão.

Quais criptos contribuíram para essa alta?

As duas maiores criptos do mundo, Ether e Bitcoin, seguem no centro das atenções.

O Ether atingiu um novo recorde hoje e chegou a casa dos US$ 4.780, com uma alta de 2,9% nas últimas 24 horas e mais de 900% desde o início do ano. Já o Bitcoin, que também renovou sua máxima histórica nas últimas semanas, está subindo mais de 6% em 24 horas.

Além disso, a Dogecoin, famosa “moeda-meme”, segue surpreendendo os investidores. Já listada entre as dez maiores criptomoedas do mundo, a Dogecoin subiu mais de 7% no último dia.

A AVAX, da rede Avalanche, é outro nome que também contribuiu para o desempenho positivo. O ativo acumula uma alta superior a 13% nas últimas 24 horas e está entre as moedas digitais que mais cresceram em outubro.

O que isso representa?

O aumento exponencial do mercado de criptomoedas neste ano mostra a força que os ativos digitais estão ganhando em todo o mundo, incluindo os NFTs e outros tokens.

Porém, vale ressaltar que este é um segmento bastante volátil, em geral. Portanto, como em qualquer ativo de renda variável, rentabilidade passada não é sinônimo de bons resultados no futuro, embora as criptos ainda tenham muito espaço para crescer.

Inscreva-se na nossa newsletter!