O que é Dow Jones (DJIA): entenda como funciona o índice americano

O que é Dow Jones (DJIA) entenda como funciona o índice americano

Os investidores que começam a conhecer o mercado americano geralmente encontram alguns termos novos como Dow Jones.

Assim como temos o Ibovespa para medir o desempenho da nossa bolsa de valores, a Wall Street possui alguns índices com o mesmo objetivo. Um deles é o Dow Jones Industrial Average (DJIA).

O que é o Dow Jones?

Dow Jones é um índice de ações, também chamado de Dow 30, que monitora o desempenho de 30 ações internacionais blue-chips negociadas nas duas principais bolsas norte-americanas: New York Stock Exchange (NYSE) e Nasdaq.

Vale lembrar: Blue Chips são ações de grandes companhias e já consolidadas no mercado.O termo “blue chips” tem relação com as fichas azuis do pôquer e de outros jogos de azar dado que as fichas dessa cor valem mais do que as outras. Costumam ser muito procuradas e por isso são ações com bastante liquidez.

Voltando ao índice, o nome Dow Jones veio dos seus criadores, Charles Dow e Edward Jones, que desenvolveram o índice em 1896 tornando o Dow Jones o segundo índice mais antigo do mercado americano ficando atrás apenas do Dow Jones Transportation Average.

Apesar do termo “industrial” em seu nome, o índice não possui apenas empresas industriais em sua composição. Este termo se referia à composição inicial do índice há 125 anos, quando foram incluídas apenas 12 companhias que eram as líderes de mercado no setor industrial – o ramo que comandava as atividades econômicas do país na época.

Contudo, assim como a economia muda, os hábitos mudam e o índice adaptou-se no decorrer do tempo incluindo empresas de outras áreas e aumentou a quantidade de instituições que compõem o índice.

Qual a importância do Dow Jones?

O Dow foi criado com o intuito de se transformar em uma métrica para monitorar a saúde econômica dos Estados Unidos.

No começo do século XX, por exemplo, a performance do índice caminhava quase que lado a lado com o desempenho econômico do país, reforçando sua importância e consolidando o DJIA como um dos principais indicadores da economia americana.

Até hoje essa relação continua forte, já que muitos investidores relacionam o bom desempenho do Dow com uma economia sólida, assim como o seu inverso também é verdadeiro.

Outro fator que torna o Dow Jones um dos principais indicadores dos Estados Unidos é a sua idade: são mais de 125 anos monitorando o desempenho do mercado americano acumulando muitos dados e informações da história do próprio país, incorporando tanto os anos de prosperidade como as crises históricas.

Como funciona o Dow Jones?

O índice Dow possui um mecanismo diferente dos outros índices que conhecemos como o S&P 500 ou mesmo o principal índice brasileiro, o Ibovespa.

Para entender melhor como funciona o índice, é importante compreender dois conceitos importantes: 

  • como o índice é composto
  • como o Dow Jones é calculado

Qual é a composição do Dow Jones? 

Quando falamos sobre a composição de qualquer índice de ações, é bom ter em mente que isso é uma coisa que não será eternamente fixa. De tempos em tempos o índice muda os seus componentes para que possa refletir de uma forma mais fiel o desempenho do mercado.

A primeira vez que o Dow sofreu essa mudança foi em 1928, quando saiu de 12 empresas para 30. Desde então a composição de um dos principais benchmarks do mundo foi alterada mais de 60 vezes ao longo dos anos.

Ilustrando o que foi falado, a maior mudança no índice até então foi em 1932, anos após a Grande Depressão, considerada a maior crise financeira na história quando oito empresas que compunham o Dow foram substituídas.

A mais recente alteração foi em agosto de 2020, quando a ExxonMobil, Pfizer e Raytheon Technologies foram tiradas da composição, para dar lugar a:

  • Salesforce, empresa de software baseado em serviço em nuvem;
  • Amgen, uma das maiores companhias de biotecnologia do mundo;
  • Honeywell, conglomerado que traz soluções tecnológicas para diversos setores da economia.

Um detalhe sobre a informação acima, a ExxonMobil foi incluída no Dow Jones em sua primeira alteração em outubro de 1928, quando a empresa se chamava Standard Oil Company Of New Jersey, que passou para Exxon Corporation e depois se tornou a Exxon Mobil. Depois de quase 92 anos, a empresa de gás e óleo deixou a composição do índice.

A seleção das empresas que irão compor o índice é realizada pelos editores do The Wall Street Journal, que inclusive são os responsáveis pela divulgação do Dow Jones.

Ao contrário de muitos índices, como o Ibovespa por exemplo, o Dow não possui um método de cálculo ou critérios que irão ranquear ou selecionar os ativos que irão compô-lo, apesar de existir um requisito comum para a seleção que é escolher apenas blue chips.

Desde a última atualização em agosto de 2020, a composição do Dow Jones é a seguinte:

Empresa Stock BDRs Adicionado em
3M MMM MMMC34 1976
American Express AXP AXPB34 1982
Amgen AMGN AMGN34 2020
Apple Inc. AAPL AAPL34 2015
Boeing BA BOEI34 1987
Caterpillar CAT CATP34 1991
Chevron CVX CHVX34 2008
Cisco Systems CSCO CSCO34 2009
The Coca-Cola Company KO COCA34 1987
Dow Inc. DOW D1OW34 2019
Goldman Sachs GS GSGI34 2013
The Home Depot HD HOME34 1999
Honeywell HON HONB34 2020
IBM IBM IBMB34 1979
Intel INTC ITLC34 1999
Johnson & Johnson JNJ JNJB34 1997
JPMorgan Chase JPM JPMC34 1991
McDonald’s MCD MCDC34 1985
Merck & Co. MRK MRCK34 1979
Microsoft MSFT MSFT34 1999
NIKE NKE NIKE34 2013
Proctor & Gamble PG PGCO34 1932
Salesforce CRM SSFO34 2020
The Travelers Companies TRV TRVC34 2009
UnitedHealth Group UNH UNHH34 2012
Verizon VZ VERZ34 2004
Visa V VISA34 2013
Walmart WMT WALM34 1997
Walgreens Boots Alliance WBA WGBA34 2018
The Walt Disney Company DIS DISB34 1991

Conheça também outros ativos internacionais como bonds e fundos internacionais!

Como o Dow Jones é calculado?

Inicialmente, o DJIA era calculado através de uma média aritmética do preço das ações, ou seja, somava-se o preço das 12 ações que compunham o índice na época e dividia esse valor por 12.

Porém no decorrer do tempo, acabaram notando que alguns eventos como os desdobramentos e a distribuição dos lucros das ações que compunham o Dow causavam uma alteração no índice que não refletia o desempenho das empresas, apenas eventos pontuais.

Para corrigir essas alterações, foi criado o Dow Divisor (ou Divisor Dow), que é um número calculado exatamente para que o índice não sofra com essas questões que não correspondem ao desempenho das empresas, como os splits (desdobramentos de ações) e as distribuições de dividendos.

Portanto, atualmente, o índice é calculado através da divisão da soma dos preços das 30 ações que compõem o índice, dividido pelo Divisor Dow que desde agosto de 2020 é de 0,15198707565833.

Quais as limitações do índice Dow Jones?

A maioria dos críticos do índice Dow Jones, afirmam que apenas 30 empresas não são capazes de refletir o desempenho econômico dos Estados Unidos.

Outro argumento usado é que utilizar o preço das ações que compõem o índice não é tão efetivo quanto o uso do valor de mercado dessas empresas – já que empresas que possuem o preço por ação alto, mas um valor de mercado menor, terão um peso mais significativo no Dow do que empresas que possuem um preço baixo por ação e um valor de mercado maior.

Qual a diferença entre o Dow Jones e o S&P 500?

O S&P 500 reúne as 500 maiores empresas do país e, junto ao Dow Jones, são os principais índices de ações do mercado americano.

As grandes diferenças entre os índices referem-se às objeções de alguns investidores quanto ao Dow Jones.

Ao invés de 30 ações, o S&P possui 500 empresas em sua composição, aumentando a diversificação da carteira teórica.

Outro ponto é que o critério para uma companhia integrar o índice é que ela esteja entre as 500 maiores empresas do mercado americano, ou seja, não fica a cargo de alguém selecionar quem irá entrar ou sair do índice, apenas do mercado.

E por último, o S&P utiliza o valor de mercado em seu método de cálculo e não o preço por ação como no Dow.

Como investir no Dow Jones?

A melhor forma de investir em índices de ações é através de ETFs (Exchange Traded Funds), porém no Brasil ainda não existe nenhum ETF que replique a rentabilidade e o desempenho do Dow Jones.

Mas para quem já investe diretamente no mercado americano pelas corretoras no exterior, existem algumas opções de ETFs:

– SPDR® Dow Jones Industrial Average ETF (DIA)

– iShares Dow Jones US ETF (IYY)

– ProShares Ultra Dow30 (DDM)

O que é a Dow Jones & Company?

É uma empresa fundada em 1882 por Charles Dow, Edward Jones e Charles Bergstresser, que é a dona dos jornais Barron’s, Market Watch, Financial News e The Wall Street Journal, que inclusive é a responsável pelo cálculo e publicação do índice Dow Jones.

Aproveite para conhecer mais sobre um dos indicadores mais importantes do mercado de ações: Dividend yield.

Inscreva-se na nossa newsletter!