Com IPO do Nubank a B3 ganhou 760 mil investidores em um mês

A alta foi puxada pelo interesse nos BDRs do banco
Nubank na B3

“Não quer com ‘nós’ não tem miséria…”. Após o anúncio em dezembro de seu lançamento na bolsa de New York, um-hum, Nubank atraiu para bolsa brasileira 760 mil novos investidores.

Nossa! O que foi que esse povo viu? 

Senta aí, colega. Pega uma xicrinha de café e vamos confabular. 

Brasileiro que é brasileiro morre de orgulho quando vê uma empresa criada aqui ganhar asas e conquistar outros países. Principalmente se é uma empresa que tem deixado os clientes felizes. 

Em uma pesquisa encomendada pelo BTG, outro banco brasileiro, o Nubank liderou o ranking de satisfação. Além disso, a fintech está sempre inovando, o que é muito positivo.

Assim, a novidade de ter suas ações negociadas na gringa atraiu para a B3 760 mil novos acionistas interessados nos BDRs do Nu apenas no mês de dezembro. 

Para se ter uma ideia, a média de novos investidores de setembro a novembro era de 56 mil. 

Mas a B3 não está indo mal? 

Menino, está viu. E está com força. As negociações caíram 15,7%. Os novinhos já entraram sentindo fortes emoções. 

Uma das maiores razões para isso foi a alta na taxa básica de juros, a Selic. E quando se tem um título com um bom rendimento e que é mais seguro e estável, não dá outra. 

Ademais, temos ainda o aumento na taxa básica de juros de outros países mais desenvolvidos. Aí é que é só derrota mesmo. Porque você tem um aumento nos rendimentos de um título mais seguro, estável e pagando em dólares. 

Oww miséria.

E daí que tem mais gente na B3? Isso é bom? 

É fenomenal! Pensa comigo. 

O Brasil é o quinto maior país do mundo. Mesmo assim é o 9º que mais investe no mercado de ações. Ou seja, apenas 3%  dos brasileiros investem. Isso é baixíssimo. 

Nosso país é uma fábrica de talentos. Com gente extremamente criativa e competente lançando ideias e negócios constantemente. 

Contudo, esses empreendimentos precisam de um aporte financeiro para se desenvolver. Imagine se tivéssemos mais gente investindo nessas ideias. As empresas cresceriam ainda mais causando um levante na economia do país. 

A exposição ao mercado de ações é arriscada, mas o que nessa vida não é? 

Inscreva-se na nossa newsletter!