Burger King vai para os Emirados Árabes?

Com proposta do mega fundo do príncipe herdeiro de Abu Dhabi, o controle da empresa pode mudar em breve
Imagem de mascote do Burger King

Enfrentando alta após o anúncio de mais de 17% nesta manhã, às ações da empresa que controla o Burger King já estouram óleo para todo lado. Será que vai queimar?

Burger King: o novo rei dos Emirados?

Nesta segunda-feira (01), a Zamp (BKBR3), que é a dona do Burger King Brasil, anunciou que recebeu uma proposta para abrir mão do controle da empresa. De acordo com o anúncio, a oferta veio da Mubadala Capital, um fundo de investimentos dos Emirados Árabes.

O grupo, que possuiu 4,95% da rede, se propôs a adquirir mais 45,15% das ações, o que o tornaria o novo acionista majoritário do negócio. Nesse sentido, agora, caberá ao Conselho da empresa avaliar se valerá a pena dar seguimento na OPA.

Leia mais:

Taxa de desemprego é a menor no país desde 2015

Inflação nos EUA ganha novo dado negativo

Êpa, o que é OPA?

OPA, ou Oferta Pública de Aquisição de Ações, é justamente a chamada que o fundo árabe deu à Zamp. Na prática, o que está sendo proposto é a que mudança de controle ocorra dentro do próprio quadro societário da empresa. Ou seja, sem a entrada de novos sócios.

No entanto, as OPAs não servem a somente esta tarefa. Apesar do controle sempre ser assunto da operação, em geral, as ofertas ocorrem para que uma empresa que negocia suas ações na bolsa, feche novamente seu capital a apenas alguns investidores.

No caso da Zamp, que abriu suas ações à bolsa de valores em 2017, seria um retorno ao status de empresa de capital fechado. Contudo, esta não é uma requisição da proposta feita pelo fundo, e os investidores continuarão abertos a adquirirem um BK na B3.

Vale a pena pedir meu lanche?

De acordo com a proposta da Mubadala, cada ação seria comprada com um bônus de 21,4% sobre o valor do último fechamento. Na última sexta-feira (29), as ações BKBR3 da Zamp encerraram o dia negociadas a R$ 6,22, ou seja, no acordo, o preço subiria para R$ 7,55.

Contudo, apesar do valor ser maior do que no último fechamento, a proposta por ação continua menor do que em março de 2022, no pior momento da pandemia. Desta forma, a Zamp disse que em até 15 dias, fará um novo comunicado indicando se abrirá mão de uma possível recuperação para ceder o controle agora.

Inscreva-se na nossa newsletter!