Apple é a primeira no mundo a bater US$ 3 TRI em valor de mercado

A maçã bateu seu próprio recorde três vezes
prédio com símbolo da Apple

Antes de mais nada, late coração, cachorro, late, coração! Que saudades que o ADM estava de trazer deliciosas notícias para vocês. Tomara que o sentimento seja mútuo. 

E para dar início às atividades, uma gostosinha para os fãs da marca de celulares que supostamente não travam. A Apple foi a primeira empresa nesse planetinha do sistema solar a bater US$ 3 trilhões em valor de mercado.

Segura! 

Gente, como assim? 

Pois é, caro leitor, o feito foi observado na tarde de ontem quando as ações da maçã de Steve Jobs atingiram o valor de US$ 182,88, em reais R$ 1.039,18. Essa marca fez com que a empresa fosse a primeira a atingir os US$ 3 trilhões pela primeira vez na história. 

Tudo bem que essa marca durou apenas alguns minutos, e em seguida, as ações recuaram para a quantia de US$ 182,50. Com isso, a Apple voltou a ser apenas uma empresa bilionária. Ai que chato. 

Por que a Apple está bombando tanto?

A resposta para essa pergunta é INOVAÇÃO. Os investidores acenaram positivamente para os novos lançamentos da empresa, ou seja, aprovaram as novas linhas de iPhones e MacBooks. 

Além disso, todo o esforço da companhia em integrar a tecnologia 5G, realidade aumentada, realidade virtual, inteligência artificial e o carambola a quatro, fazem da Apple a tchutchuquinha de muitos investidores. 

Aliás, a poderosa foi a primeira a bater 1 trilhão de dólares em valor de mercado, depois foi a primeira a bater 2 trilhões e agora a primeira a bater 3 TRI.

Se a maçã mordida está valendo tudo isso, imagine se ela estivesse inteira. 

Ain, nem gosto da Apple, prefiro Xiaomi, o que eu tenho com isso? 

Aqui na The Compass nós respeitamos todos os gostos, mas mesmo que você não morra de amores pela empresa, é ótimo ver o mercado apostando na tecnologia que ela tem para oferecer. 

Isso porque, os trabalhos para evolução dos veículos autônomos e implementação do metaverso aquecem ainda mais os negócios, abrindo espaço para novos investimentos.

Os veículos autônomos prometem reduzir os acidentes, reduzindo o número de mortes e diminuindo os gastos financeiros. 

Por outro lado, com relação ao metaverso, ninguém sabe se será real ou não, mas, uma coisa é certa, sem dinheiro investido nisso ele não vai acontecer mesmo! 

Parece que os investidores estão pagando para ver. 

Inscreva-se na nossa newsletter!