Venezuela promete bônus de R$ 11 mil para funcionários públicos aposentados

Cerca de 120 mil pessoas serão beneficiadas com a bonificação
foto do presidente da Venezuela

“O que é um arranhão pra quem já tá ‘cozido’?” O Governo da Venezuela promete bônus de mais de R$ 11 mil para funcionários públicos aposentados. A bonificação vai beneficiar cerca de 120 mil pessoas. 

Qual a novidade na Venezuela?

No dia 1º de maio, Dia do Trabalhador, o vice-presidente da Venezuela, Delcy Rodríguez, anunciou uma bonificação de 10.000 bolívares, o que equivale a cerca de US$ 2.224, ou pouco mais de R$ 11 mil. 

Os beneficiados serão aqueles que se aposentaram entre 1º de janeiro de 2018 e 1º de maio de 2022. De acordo com Rodríguez, essa bonificação será paga em três parcelas até 1º de maio de 2023. 

Qual a razão desse bônus?

Nas palavras de Delcy, os aposentados durante esse período foram castigados com uma aposentadoria precarizada. Isso porque, a moeda venezuelana perdeu muito valor nos últimos anos, principalmente durante o período de pandemia. 

Além disso, a Venezuela sofreu oito anos seguidos de recessão econômica, ou seja, queda de produção, aumento do desemprego, queda na renda familiar, aumento no número de falência de empresas, enfim, o pacote completo da desgraça financeira de um país.  

Por isso, segundo Rodríguez, um bônus para os aposentados do setor público, já que apenas esses receberão a bonificação, é merecido. 

Desta maneira, cerca de 120 mil pessoas serão beneficiadas. 

Como anda a economia da Venezuela?

“Xoxa, capenga, manca, anêmica, frágil e inconsistente”.

O presidente da Venezuela anunciou um março um aumento no salário mínimo que agora está em US$ 28 dólares, o que é cerca de R$ 142 reais. Contudo, segundo dados de entidades do setor privado da Venezuela, só a cesta básica gira em torno de US$ 450 dólares.  

Ademais, a inflação no país venezuelano está mais alta que Pablo Vittar de salto. De acordo com o próprio Banco Central da Venezuela, 2021 fechou com uma inflação de 686,4%. 

A título de comparação, o Brasil fechou o ano passado com uma alta de 10,06%. 

Por fim, colocar mais dinheiro na mão do povo, sem alavancar o setor produtivo, pode elevar ainda mais os preços dos produtos e serviços de um país, de maneira que a inflação vai continuar perseguindo os venezuelanos. 

Inscreva-se na nossa newsletter!