Início » Internacional » Produção industrial dos EUA cai 1,3% em setembro e fica abaixo das expectativas

Produção industrial dos EUA cai 1,3% em setembro e fica abaixo das expectativas

Parece que as coisas não estão muito boas lá nos EUA... Boa parte dos especialistas previa uma leve alta
Produção industrial dos EUA cai 1,3% em setembro e fica abaixo das expectativas
(Foto: Getty Images)

A produção industrial dos Estados Unidos caiu 1,3% em setembro, em comparação com o mês anterior. A informação foi divulgada hoje (18) pelo Federal Reserve (Fed) — o banco central norte-americano.

A variação negativa surpreendeu o mercado financeiro, já que veio na contramão das expectativas dos especialistas. Os economistas consultados pelo The Wall Street Journal, por exemplo, previam uma alta de 0,2%.

Além de divulgar os dados para setembro, o Fed também revisou os dados para o mês de agosto em comparação com julho. Anteriormente, o BC havia divulgado uma alta de 0,4% em agosto. No entanto, a nova análise mostrou que houve, na verdade, uma queda de 0,1%.

o que motivou a queda?

De acordo com a autoridade monetária, os efeitos do furacão Ida foram determinantes para essa queda. Se você não está por dentro dessa história, este furacão atingiu a América Central e os Estados Unidos entre o final de setembro e o começo de agosto.

O fenômeno natural causou danos milionários para o país, contribuiu para a queda da mineração e da fabricação de produtos no geral. Somente para as seguradoras, as perdas devem ultrapassar a casa dos US$ 44 bilhões, segundo um levantamento da Risk Management Solutions.

Entre a queda de 1,3% da produção, o Fed atribuiu ao menos 0,6 ponto percentual aos impactos do Ida, que prejudicou também a logística interna.

Por que isso é relevante?

A produção industrial é um importante indicador econômico. Portanto, sua redução reflete diretamente nas expectativas do mercado.

Não dá para deixar de lado o fato de que os EUA representam a maior economia do planeta. Então, tudo que acontece no país, acaba refletindo em outros locais. Além disso, o país norte-americano é o segundo principal parceiro comercial do Brasil.

Se você chegou até aqui, você provavelmente vai gostar de: PIB dos EUA cresce acima das expectativas no 2º trimestre

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp