Powell diz que aumento de 0,50 p.p. na taxa é uma possibilidade

Após anúncio, bolsas de valores recuam e criptomoedas caem
foto do presidente do FED dos EUA

E aí? Vai de dólar ou Bitcoin? Jerome Powell, presidente do FED, anuncia que a próxima alta na taxa básica de juros dos EUA pode ser de 0,50 ponto percentual. 

Qual a nova do FED para os EUA?

De acordo com Jerome Powell, presidente do Fed, que é o Banco Central dos United States, um aumento de 0,50 p.p. está na mesa. O boneco disse isso ontem, e o estrago veio à jato, causando recuo nas principais bolsas de valores da Europa. 

Além disso, as criptomoedas também sentiram o tapa, entre elas, o Bitcoin, que voltou a valer US$40 mil, após pegar impulso nos últimos dias e alcançar US$43 mil dólares. 

Que ‘mané’ sofrer por ficante, já experimentou virar investidor de criptomoeda? Esse sim tem o coração calejado. 

Mas por que as bolsas recuam e as criptos caem?

Porque, coração, quando o país mais poderoso do mundo dá indícios de que vai pagar ainda mais juros para quem emprestar dinheiro para a sua nação, o fluxo de investidores aumenta.

Afinal, quem é que não quer receber juros em dólares? Até o mais besta. Isso porque investir em empresas ou criptomoedas é muito mais arriscado do que investir no cofrinho dos EUA. 

Pense comigo, o que é mais difícil acontecer? 

1- uma empresa falir?

2- uma cripto perder valor? 

3- um país quebrar? 

Acertou quem respondeu 3. 

É possível? Claro! Porém, entre as três opções, é a mais distante. 

Por isso, o investidor prefere colocar dinheiro no cofre de um grande país do que alocar verdinhas em lugares mais arriscados. Principalmente quando ele está rendendo ‘gostoso’. 

Eu nem sou investidor. O que eu tenho com isso?

Embora pareça que isso é problema de quem investe, o buraco é mais embaixo, com todo o respeito. Isso porque aqueles que emprestam dinheiro para o Brasil podem começar a dar preferência para o porquinho azul e vermelho de Biden. 

Isso significa que o governo brasileiro pode começar a perder dinheiro de investidor para financiar seus projetos no Brasil, e assim, todos nós choramos juntos. 

Inscreva-se na nossa newsletter!