Início » Internacional » Petróleo tem maior alta dos últimos dois anos

Petróleo tem maior alta dos últimos dois anos

Os Xeiques estão curtindo a maior vibe enquanto OPEC e aliados discutem a melhor estratégia para o futuro. Irã, como? Só na surdina, tranquilinho na atividade.
Símbolo-OPEC-e-gráfico-vermelho-em-queda
Imagem: Dado Ruvic/Illustration/Reuters

Se liga só, o preço do petróleo continua subindo e hoje registrou a maior alta dos últimos dois anos. A OPEC, que é a organização dos países exportadores de petróleo, vai se reunir por videoconferência para discutir a melhor estratégia para o momento.

OPEC: "Organização dos Países Exportadores de Petróleo é uma organização intergovernamental de 13 nações, fundada em 15 de setembro de 1960 em Bagdá."

Dominada por países do Oriente Médio, a OPEC, que é responsável por mais de 1/3 da produção de petróleo no mundo, deve selar um acordo para aumentar a produção de petróleo neste momento para aproveitar o bom movimento em demanda.

Depois de baixar a mão de vaca no ano passado, com cortes significativos na produção de petróleo, agora a OPEC deve fazer chover.

Mas por que isso é importante?

Porque além de definir a estratégia de produção, o grupo também vai lidar com o Irã — aquele parente meio complicado que todo mundo fica de olho.

O Irã está negociando o seu acordo nuclear com seis potências mundiais; a ideia é retornar aos moldes de negócio de 2015. Se as conversas forem para frente, é natural que mais petróleo entre no mercado via Irã nos próximos meses.

Por isso, o pessoal da OPEC e da OPEC+ querem se adiantar e resolver a vida deles logo antes do Irã entrar na parada.

Ainda assim, não dá para pensar em petróleo hoje sem pensar no que o Irã coloca na mesa. A expectativa é que os iranianos vão dançar conforme a música e não vão aloprar o equilíbrio do mercado daqui a uns dois meses.

Mas tu confia?

Vai vendo!

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp