Início » Internacional » Nova York dará US$ 100 para quem se vacinar contra a covid-19

Nova York dará US$ 100 para quem se vacinar contra a covid-19

Não sei vocês, mas o Adm já está arrumando as malas pra se vacinar lá!
fila-de-vacina-em-nova-york-incentivos
Luiz Rampelotto

Em Nova York, o prefeito Bill de Blasio afirmou nesta quarta-feira (28) que a cidade está oferecendo um incentivo de US$ 100 (mais de R$ 500) para as pessoas que se vacinarem contra a covid-19 nos postos administrados pela prefeitura.

Além disso, em busca de retomar a economia, o governo dos EUA avalia a possibilidade de obrigar funcionários públicos a tomarem a vacina.

Em NY, mais da metade da população já se vacinou contra a covid-10. No entanto, a campanha de imunização parece precisar de um impulso em meio a este momento em que se observa que o índice de aceitação de vacinas está caindo. 

As autoridades de saúde já aplicaram mais de 10 milhões de doses, segundo os dados oficiais, e cerca de 54% da população já tomou as duas doses (mais de 8 milhões de pessoas).

O prefeito de Nova York afirmou ainda que a única forma de retomar a economia da cidade é por meio da imunização. Por isso, ele defende a importância do incentivo para que a vacinação siga firme.

"Nos postos de vacinação administrados pela cidade, quando tomarem a primeira dose receberão 100 dólares”

disse o prefeito ao anunciar o programa que terá início na sexta-feira.

Na cidade, já ocorreram outros tipos de incentivos, como sorteios de prêmios em dinheiro e até hambúrgueres e batatas fritas grátis. Oloco, meu! Vamos sugerir isso aqui no Brasil também hehe

Olhando para o estado, no entanto, os funcionários poderão ser obrigados a se vacinarem ou, caso contrário, terão que fazer testes semanais na tentativa de impedir que a variante delta se espalhe.

O presidente estadunidense Joe Biden ressaltou que tornar a vacina contra a covid-19 obrigatória para todos os funcionários federais pode ser um caminho a se considerar, mas que nada está decidido ainda.

Isso por que, recentemente, os municípios dos EUA têm preocupações com o avanço da variante delta, que está sendo responsável por mais de 80% dos casos da doença no país.

Em meio a isso, o Centro de Controle e Prevenção de Doença dos EUA (CDC) recomendou a volta do uso de máscaras em locais fechados – isso dois meses após a obrigatoriedade da máscara ter sido suspensa.

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp