Moedas digitais: Banco central Europeu segue adiante para Euro Digital

Próxima fase de pesquisas é lançada, com expectativas. As moedas digitais vão dominar o mundo?
Bandeira que representa a união europeia, simbolizando a inflação na Zona do Euro

Outra tendência, né, Compasser? O futuro é digital, já sabemos disso.

E o Banco Central Europeu (BCE) segue no mesmo raciocínio: foi aprovada hoje (14) a chamada Fase de Investigação em direção ao euro digital que possivelmente levará à implementação da moeda virtual europeia adiante.

Segundo o BCE, em comunicado, a possível moeda não substituirá o dinheiro, mas sim o complementará. Eles afirmaram ainda que a fase em questão tem como objetivo abordar questões importantes a respeito da distribuição e do design.

A previsão é de que a fase dure 24 meses. As expectativas são pelo BCE. A instituição alerta que a não implementação de uma moeda digital pode diminuir a autonomia da Europa quanto ao dinheiro, já que o avanço dos provedores de pagamento e da tecnologia ao redor do mundo é explícito.

Outros lugares ao redor do mundo já estão à frente nesse quesito: China em fase de testes em várias cidades; Ilhas do Caribe Oriental já lançaram as suas versões da moeda. O Banco da Inglaterra, além do Federal Reserve, dos EUA, estão em fase de análise dessa possibilidade.

Sobre o euro digital, os comentários oficiais são a respeito de um sistema de pagamento rápido e fácil, além de seguro. Segundo o site, o euro digital seria parecido com as notas, mas digitais. Uma característica importante e desafiadora do dinheiro físico será a possibilidade de fazer pagamentos de forma anônima e offline.

Para a presidente do BCE, Christine Lagarde, criptoativos são alvos de críticas e a solução em fase de pesquisa digitais poderá ser uma alternativa a bitcoin, por exemplo, além de outros. 

Quanto às críticas sobre energia limpa, o BCE se posiciona dizendo que os experimentos feitos até agora mostram que a infraestrutura do euro digital seria ecologicamente correta, causando danos praticamente insignificantes em relação à criptoativos como o Bitcoin.

Caso não esteja muito por dentro, o Bitcoin recebeu muitas críticas pela enorme quantia de energia necessária para alimentar os computadores para a manutenção da rede.

Que todos entrarão nesse barco é algo certo. Como sabemos, o futuro é digital. A pergunta é: estamos preparados?

Inscreva-se na nossa newsletter!