Indústria e varejo da China perdem força em agosto com avanço do Covid-19

Crescimento abaixo do esperado na indústria e vendas no varejo. Desaceleração pode ser sinal de alerta para outros países.
Incorporadora chinesa Modern Land quer adiar pagamento de dívida de US$ 250 mi

A indústria e varejo da China não parecem estar muito bem…Será que a segunda economia do mundo vai começar a diminuir?

Segundo dados da Agência Nacional de Estatísticas – divulgados nesta quarta-feira (15) -, a produção industrial chinesa apresentou avanço de 5,3% em comparação com Agosto de 2020. 

Apesar do crescimento, ele é o mais fraco desde junho de 2020, dando sinais de enfraquecimento da indústria.

Somado a isso, os gastos dos consumidores no país também não foram muito bem. As vendas no varejo avançaram apenas 2,5%, bem abaixo da projeção de analistas do The Wall Street Journal, de 6,3%, também em comparação com o mesmo mês do ano anterior.

Adm

Ixi, o que será que tá rolando por lá?

Os motivos?

  • Primeiro nós temos os surtos da nova variante Delta do Covid-19, que contribuíram para uma retraída no mercado devido às restrições severas feitas pelo Governo, afetando as indústrias do transporte, acomodação, entretenimento, entre outras.
  • Segundo, há um conjunto de fatores que contribuíram para a desaceleração, como: problemas da cadeia de suprimentos,crise dos chips, corte nas cotas de exportação de combustível e restrições à produção.

Como isso afeta nosso dia a dia?

Esses dados são importantes de destacar pois podem ser um sinal de alerta para a economia chinesa, que, por sua vez, afeta a economia mundial.

Grande parte da exportação brasileira de matéria-prima vai para a China, por exemplo. A economia lá cambaleando não é um bom sinal para nosso país nem para qualquer país, na verdade.

Falando em economia, dá uma olhada em nosso artigo sobre a economia do Brasil!

Inscreva-se na nossa newsletter!