Fitch alerta para possível calote da Rússia

Agência classificou a dívida russa como ‘lixo’
Foto da Rússia que a Fitch rebaixou a nota

Mas é aquilo, não é? Quem cava a cova para os outros e cai, destrói os corações. A Agência Fitch reduziu a nota da Rússia de B para C e declarou o possível calote do país de Putin. 

Quem a Fitch pensa que é? 

A Fitch Ratings é uma das três maiores agências do mundo, responsável por classificar os riscos de crédito. 

Em razão disso, os investidores acompanham as notinhas que essas grandes agências dão aos países, para que assim saibam se é uma boa ideia emprestar dinheiro para aquele governo ou não. 

Ontem a agência atualizou o status da dívida russa para ‘junk’, que quer dizer lixo em português. 

Além disso, a nota da Rússia que antes era B, agora é C. 

E o que isso significa?

Significa que tem que ter muita coragem, ousadia e um bom histórico cardíaco para investir naquele país, já que existe uma grande probabilidade de não ser pago pelo governo. 

Como é que está o coraçãozinho de vocês?

Isso porque a Rússia vem sofrendo castigos econômicos como paralisação de serviços de empresas privadas em seu território, o que pode provocar desemprego. Além de sanções de outros países como proibições de vender para algumas nações e de comprar de outras. 

De acordo com a Fitch, um dos maiores indicativos que Putin pode não pagar pelo empréstimo que pegou com seus investidores foi ter assinado um decreto no dia 5 de março autorizando a Rússia a pagar seus credores em rublos, não com moedas gringas. 

Ou seja, o infeliz que vendeu esperando receber em dólares, vai receber a moeda russa, que está apanhando mais que bêbado em briga. Ele que se dê ao trabalho de converter. 

Ah, Rússia sem juízo. 

Essa nota rebaixada é muito ruim?

É péssima, já que quanto maior a nota de um país, dada por agências como a Fitch, mais dinheiro o cofre do governo de uma nação recebe. 

Então, caso esse dinheiro deixe de entrar, o país pode ter dificuldade em financiar seus projetos e pagar suas dívidas, o que pode fazer com que ele tenha que imprimir ainda mais moeda. 

E imprimir moeda significa provocar inflação, que causa aumento de preços e recessão econômica. 

Inscreva-se na nossa newsletter!