EUA vão suspender a restrição a estrangeiros vacinados a partir de novembro

Partiu Disney?
vacina covid

A Casa Branca anunciou nesta segunda-feira (20) que os Estados Unidos permitirão, a partir de novembro, a entrada de passageiros aéreos vindos do Brasil, Reino Unido, China, Índia e a maior parte dos países europeus já vacinados contra a covid-19.

As restrições de viagem antes impostas pelo governo Biden serão então suspensas e aqueles que estiverem totalmente vacinados contra o vírus estarão liberados.

Como está a situação hoje?

 

Hoje, os EUA não permitem a entrada da maioria dos estrangeiros que nos últimos 14 dias tenham passado pelo Brasil, além da maioria dos cidadãos do Reino Unido, dos países da União Europeia, China, Índia, África do Sul e Irã.

A medida estava em vigor há mais de um ano em prol de não disseminar a doença, sendo que com isso muitos parentes foram separados de suas famílias e funcionários de suas empresas.

A proibição manteve famílias separadas desde março do ano passado quando Trump anunciou a restrição pela primeira vez quando a contaminação estava no auge por toda a Europa.

Agora, a partir de novembro, os viajantes que mostrarem comprovantes de que estão totalmente vacinados antes do embarque poderão ir para os EUA a partir do início do mês, segundo o coordenador de pandemia da Casa Branca, Jeff Zients.

Além disso, será necessário um teste negativo para a Covid-19 dentro de 3 dias antes do embarque. Os americanos que não foram vacinados fora do país e pretendem voltar, passarão por regras mais rígidas como um teste negativo na véspera da viagem e outro após a chegada.

Adm Explica

Acabaram as duas semanas no Caribe de quarentena, em?

Inscreva-se na nossa newsletter!