Início » Internacional » EUA criam 235 mil empregos em agosto, bem abaixo do esperado

EUA criam 235 mil empregos em agosto, bem abaixo do esperado

Mas como tudo tem um lado bom (ou menos mau), a taxa de desemprego caiu de 5,4% para 5,2%
EUA criam 235 mil empregos em agosto, abaixo do esperado
(Foto: Shannon Stapleton/Reuters)

Os Estados Unidos criaram 235 mil empregos em agosto, de acordo com o payroll, como é chamado o Relatório de Emprego do país. A informação foi divulgada nesta sexta (3) pelo Departamento do Trabalho dos EUA.

O número veio muito abaixo das expectativas do mercado. Afinal, 943 mil novas vagas foram abertas no mês passado, enquanto 938 mil postos de trabalho foram criadas em junho.

O relatório leva em consideração quase todos os tipos de trabalho, exceto os serviços agrícolas. 

Além disso, os empregos em domicílios particulares, os cargos militares, as organizações sem fins lucrativos e os proprietários de empresas também não fazem parte do levantamento.

“Mas depois de dois fortes resultados, uma queda agora já não era esperada?”

Se você fez essa pergunta, a resposta é sim! No entanto, o resultado veio ainda menor do que as projeções dos especialistas.

Os economistas consultados pela Refinitiv esperavam cerca de 750 mil novas vagas de trabalho em agosto. Já os analistas ouvidos pela Reuters previam 870 mil empregos.

Desemprego em queda

Por outro lado, o payroll informou ainda que a taxa de desemprego caiu 0,2 ponto percentual no mês passado. O indicador passou de 5,4%, em julho, para 5,2% em agosto.

O número indica uma recuperação após o auge dos impactos da pandemia. Em abril do ano passado, o desemprego chegou a bater 14,7% nos EUA.

Vale lembrar que, nos meses antes da pandemia, a taxa de desemprego estava na casa de 3,5% a 3,6% no país norte-americano.

“E eu com isso? Estou no Brasil mesmo!”

O payroll é um dos relatórios mais importantes para o mercado financeiro mundo afora. Afinal, está relacionado a um importante indicador da maior economia do mundo.

Neste caso, um resultado tão abaixo do esperado gera receio nos investidores e especialistas. Isso porque o número indica uma desaceleração da criação de vagas no país e cria dúvidas sobre a sustentação do crescimento da economia.

Comentário do Adm

Eu te entendo, EUA... Nem sempre dá pra atender as expectativas de todo mundo 😞

Se você chegou até aqui, você também pode gostar de: desemprego no Brasil cai, mas ainda atinge mais de 14 milhões de pessoas

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp