Câmara dos EUA aprova acordo de gastos de US$ 3,5 trilhões

Votação apertada com direito à climão! Parte da Câmara está preocupada com os custos do plano de gastos de Biden
Produção industrial dos EUA cai 1,3% em setembro e fica abaixo das expectativas

A Câmara dos Estados Unidos aprovou, na última terça-feira (24), um plano de orçamento de US$ 3,5 trilhões para medidas de educação, saúde, meio ambiente e segurança. 

A proposta, considerada uma das partes mais importantes da agenda do presidente norte-americano Joe Biden, passou por pouco na Câmara. Isso porque a votação foi mega acirrada: 220 votos a favor e 212 contrários.

E o que causou essa treta toda?

Basicamente, esse não é o único projeto em discussão lá nos EUA. Na semana passada, o Senado aprovou um projeto de infraestrutura de US$ 1 trilhão que agora deve ser analisado pela Câmara.

Dessa forma, alguns democratas ainda estão receosos em relação aos custos da aprovação de todas essas medidas.

Essa não é, no entanto, a única questão em jogo. Os democratas são maioria na Câmara dos EUA, mas por pouca diferença… Então, eles tem pouca margem para errar e se dividir.

Porém, para parte dos partidários democratas, aprovar o projeto de infraestrutura deveria ser prioridade neste momento, em vez do plano orçamentário aprovado ontem.

Isso porque os parlamentares ressaltaram que o plano de US$ 1 trilhão visa transformar as estradas, pontes e aeroportos e regiões portuárias do país. Consequentemente, é visto como uma alternativa para melhorar a logística e impulsionar a economia, especialmente após os impactos da crise causada pela Covid-19.

Para resolver os impasses, a presidente da Câmara, Nancy Pelosi, estabeleceu um acordo de votar o pacote de infraestrutura até o dia 27 de setembro. Dessa forma, foi possível atender os dois lados e garantir a aprovação do plano de orçamento de US$ 3,5 trilhões.

Comentário do Adm

Se até a Câmara dos EUA se preocupa com o quanto vai sobrar de grana no final do mês, imagina o Adm?! hehe

Inscreva-se na nossa newsletter!