Biden e Putin chegam a um acordo para melhorar a cibersegurança

É culpa da Rússia? Biden menciona ciberataques russos e deixa claro para Putin alguns limites “intocáveis”
Biden e Putin apertando as mãos enquanto sorriem, com bandeiras de países atrás

Como o Compasser deveria saber, ontem (16) rolou o primeiro encontro entre o presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, e o presidente da Rússia, Vladimir Putin.

Resultado: a boa e velha trocação de farpas

Foram abordados temas sobre direitos humanos, Ucrânia, ciberataques, enfim…

Como era esperado, o encontro não foi muito produtivo, MAS, há expectativas de melhora na relação entre os países, segundo Biden.

“O que rolou sobre esses ciberataques?”

O assunto foi abordado nas convenções de Genebra, onde ambos presidentes demonstraram interesse em seguir com a conversa em outro momento. Esse momento chegou.

Adm Explica

As Convenções de Genebra são uma tratados criados em Genebra, na Suíça, que definem as normas para as leis relativas ao Direito Humanitário Internacional.

Um dos poucos pontos de acordo entre os presidentes foi para abrir um diálogo sobre segurança cibernética. A pauta de cibersegurança está crescendo bastante em relevância, sendo um tema com cada vez mais atenção de governos e empresas.

Biden acredita que grande parte da culpa no crescimento desses ataques é da Rússia, já que muitos ataques – supostamente 👀 – estão vindo de lá. Putin discorda e diz o contrário, que a maioria dos ciberataques, na verdade, vem dos EUA.

🇷🇺 Vai vendo…

Mas os presidentes não ficaram só na conversinha, Biden entregou uma lista para Putin, com 16 entidades que considera “fora de limites” em ciberataques.

Essas entidades vão desde o setor de energia, até os sistemas de distribuição de água. Segundo Biden:

“Expliquei a ele que temos uma capacidade cibernética importante”.  “Se a Rússia violar certas normas padrão, responderemos. Ele sabe disso”

Joe Biden

💥 Enfim, as ameaças…

Um dos motivos da fala mais firme de Biden, foi o recente ataque ao oleoduto dos EUA, causado por um grupo de hackers chamado DarkSide, que suspeitam ser da Rússia.

Além disso, várias empresas americanas também sofreram ataques chamados “ransomware”, como a JBS, o grupo SolarWinds e a rede Colonial Pipeline.

ransomware é um vírus que criptografa os arquivos de um computador, por exemplo, e solicita um resgate em dinheiro para desbloqueá-los.

🧭 O que o compasser precisa saber

Esse é um assunto relevante, e um setor que está crescendo bastante no mercado. 

Empresas de cibersegurança e soluções nesse sentido devem desempenhar um papel importante na sociedade. 

Adm quer saber suas ideias bilionárias 👀

Inscreva-se na nossa newsletter!