BC dos EUA eleva taxa básica de juros em 0,5 ponto percentual

Inflação no país é a maior em 40 anos
Foto do presidente do BC dos EUA, simbolizando ata do Fed

Surpreendendo um total de 0 pessoas, o Fed, Banco Central dos EUA, elevou hoje a taxa básica de juros do país em 0,5 ponto percentual, para o intervalo entre 0,75% e 1% ao ano. 

O porquinho brasileiro que lute! 

O que aconteceu nos EUA?

O que aconteceu foi que o Fed, basicamente o Banco Central estadunidense, largou o ‘miserê’, e elevou a taxa de juros em 0,5 p.p. E quer saber de uma? É a maior elevação desde maio de 2000. 

Rasga, papai!

Assim, agora a taxa básica de juros do país está entre 0,75% e 1% ao ano. Anteriormente, essa infame estava em 0,25% e 0,50%. 

Por que subiu?

Subiu porque a inflação nos EUA é a maior em 40 anos. Ou seja, em 4 décadas o povo americano não via preços tão altos no rótulo dos seus produtos ou no orçamento dos seus serviços. 

Por isso, o Fed decidiu encarar a ‘onça’ e elevar sem dó os juros do país. A intenção é desacelerar a economia. Ou seja, tornar mais caro o preço para conseguir empréstimos ou fazer financiamentos. 

Com isso, a circulação do dinheiro tende a diminuir. Isso porque a população vai dar uma segurada na carteira antes de passar o cartão, e como consequência da diminuição das compras, o setor produtivo vai ter tempo de produzir novos produtos e serviços para atender a demanda.

Subir a taxa de juros é uma coisa boa ou não?

Sim! Para os americanos. Com o governo prometendo pagar ainda mais para quem emprestar dinheiro para os EUA, os investidores passam a alocar mais verdinhas no cofrinho estadunidense. 

Afinal, quem não quer ganhar em dólares? Até o mais besta. 

Por outro lado, os países não tão poderosos e pomposos podem sair chorando nessa briga, já que mesmo oferecendo uma taxa maior de juros, podem não conseguir atrair investimentos. 

Isso porque os investidores são atraídos para países mais seguros, quer dizer, aqueles que têm uma menor probabilidade de falir. 

Por isso, com medo de perder dinheiro com países cuja economia não é tão forte, o investidor dá preferência ao cofrinho azul e vermelho de Joe Biden, em vez do nosso porquinho verde e amarelo. 

Já imaginou investir no exterior da sua casa aqui no Brasil?

Quer ter acesso ao maior mercado financeiro do mundo? Conheça a Avenue, a corretora americana feita para brasileiros. Lá você consegue investir em milhares de ativos americanos, com uma facilidade única. Dessa forma, para aproveitar e investir na maior economia do mundo, acesse o link e abra a sua conta.

Inscreva-se na nossa newsletter!