Bancos russo serão excluídos do sistema Swift

Reservas do Banco Central Russo serão bloqueadas
foto de presidente de comissão europeia anuncia exclusão da rússia de sistema Swift

O presidente Putin deve ter um porquinho bem grande para dar conta de tantas sanções econômicas. Ontem, os principais países da União Europeia e os EUA decidiram excluir a Rússia do sistema Swift. 

E o que é esse Swift?

A sigla “Swift” representa, em português, Sociedade de Telecomunicação Financeira Mundial, é um dos principais serviços de comunicação entre as instituições financeiras no mundo. 

Ou seja, é o WhatsApp dos bancos mundiais, que serve para dizer quando, como, quanto e por quem a transferência de dinheiro foi feita. 

Isso quer dizer que a exclusão da nação de Putin dificulta o acesso às informações sobre as transações para o país e pelo país. 

Que besteira! Como isso afeta a Rússia?

De acordo com os representantes da União Europeia, deixar de participar dessa “rede social” dos bancos internacionais pode até mesmo desestimular o envio de dinheiro para o país de Vladimir Putin. 

Se ao fazer um Pix de R$10 você toma todo o cuidado do mundo para não errar os dados do destinatário, imagine o tamanho da atenção que alguém que precisa enviar milhares de dólares, por exemplo, para a gringa precisa ter. 

Então, um sistema como o Swift que garante rapidez, segurança e transparência para atestar a transferência é de extrema importância. 

Claro que existem outros meios de comunicação, um telefonema, um e-mail, um outro sistema que cumpra a mesma função. Porém, o Swift já é o famosinho, o queridinho, o mais badalado e é exatamente por isso que a Rússia pode ser prejudicada. 

Isso porque, quando se envia um grande volume de ‘din-din’ para fora, você precisa ter certeza que vai chegar no lugar certo. Logo, a falta de praticidade, rapidez para atestar essa informação e credibilidade de quem atesta, faz com que outros desistam de enviar dinheiro. 

Pelo menos é isso que a União Europeia espera conseguir. 

Pode funcionar contra a Rússia? 

Com certeza ninguém invade o país do coleguinha sem prever esse tipo de coisa. Mesmo assim, isso não impediu o homem. 

Ademais, os países da UE também já decretaram que vão bloquear as reservas financeiras que a Rússia tenha em outras nações. Ou seja, nada de saque do dinheiro que o país de Putin tenha na gringa.

Por fim, cortar os financiamentos russos pode ajudar, mas um chazinho entre Vladimir e o presidente da Ucrânia que já está certo de acontecer pode ser mais negócio. 

Inscreva-se na nossa newsletter!