Início » Economia » Uso de energia solar pode ser crucial para o Brasil frente à crise energética

Uso de energia solar pode ser crucial para o Brasil frente à crise energética

Estudo indica que em 2050 o Brasil vai depender mais de outras fontes como solar e eólica.
Paíneis-solares-e-Aerogerador
[Imagem: Divulgação/ Governo Britânico]

#Segundou com “s” de Sol – Adm procurando aqui o Sol, mas ele tá meio tímido hoje. Como tá o Sol por aí?

É bom que ele apareça, pois o Brasil pode depender bastante dele. Como o compasser deve saber, estamos vivenciando uma crise energética no Brasil.

“Como assim, adm?”

Contextualizando: recentemente, devido à chegada de períodos de seca no Brasil, as usinas hidrelétricas, responsáveis por grande parte do fornecimento de eletricidade no país, estão com capacidade reduzida.

Isso reflete nos preços que pagamos pela conta de luz, por exemplo. O problema é que esse tipo de crise não é novidade no Brasil.

Além disso, a tendência pode ser pior, já que desmatamentos na Amazônia continuam a subir e resultam em mudanças climáticas que prejudicam as hidrelétricas.

🤔“Como resolver isso?”

Uma das soluções é a diversificação da matriz energética.

🥚 É o famoso “não coloque todos os ovos na mesma cesta”, sabe?

Como dependemos muito da energia hidrelétrica, ficamos sujeitos a eventos sobre os quais não temos controle, aumentando os riscos de uma crise como essa acontecer.

☀️“Adm falou tanto do Sol, não vi ele até agora”

Aqui entra em cena a energia solar:

Segundo estudo da consultoria Bloomberg New Energy Finance, em 2050, cerca de 32% da energia no Brasil viria do sol, enquanto a hidrelétrica cairia para 30% e a eólica aumentaria para 14,2%.

Ou seja, a energia solar passaria a desempenhar um papel crucial. Para alcançar esse patamar, porém, é preciso de investimentos pesados e temos alguns desafios pela frente.

Somente em 2021, a Associação Brasileira da Energia Solar Fotovoltaica (Absolar) estima que os investimentos em energia solar serão de R$22,6 bilhões. Porém, algumas distribuidoras e instituições de defesa do consumidor estão resistentes com essa transição.

De acordo com o Instituto Brasileiro de Defesa do Consumidor (Idec), por exemplo, há incentivos no setor que prejudicam os mais pobres, aumentando suas respectivas contas de luz, enquanto os mais ricos são beneficiados.

Não só isso, mas na aprovação da MP de privatização da Eletrobras, foi adicionada a obrigação do governo à contratação de energia de usinas termoelétricas a gás natural, que são mais caras e deveriam ser desestimuladas para um futuro mais dependente de fontes renováveis, segundo CEO da Pacto Energia.

🧭“Por que é importante, Adm?”

Além de afetar a conta de luz de nossas residências, essa crise afeta indústrias e várias empresas no mercado. 

Inclusive, empresas de energia já tiveram queda na bolsa – segura Engie, tamo no longo prazo 👀

Dica Adm

Pensando na solução: o setor de energia sustentável está provando ser uma fonte de oportunidades bem interessante - só ver a Tesla - e ainda requer muita inovação. Bom estudar mais sobre!

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp