Setor público consolidado tem superávit após 8 anos de déficit 

Notícia pode atrair investidores e valorizar o Real
bandeira do Brasil que comemora o superávit

O Brasil parece aquele relacionamento frio de longa data que quando a gente acha que vai acabar, ele nos surpreende com pétalas de rosas na cama. Após 8 anos, nossa balança comercial registrou superávit primário no setor público consolidado. 

Aguenta, coração. 

O que significa o superávit primário? 

Esse termo significa resultado positivo nas contas do governo. Ou seja, por incrível que pareça, o Brasil fez uma boa arrecadação de receita e poupou dinheiro em 2021. 

Segundo o Banco Central, o setor público consolidado, que são as contas do governo federal, estados e municípios somadas, registraram um saldo positivo de R$ 64,7 bilhões.  

Para saber se o resultado do ano foi positivo ou negativo, a Secretaria do Tesouro Nacional pega sua calculadora e soma tudo que foi arrecadado com tributos e impostos, por exemplo, e subtrai o valor das despesas. 

Então, se sobrar um caldinho dessa conta, superávit. Se ficar faltando, déficit. O que, felizmente, não foi o caso. 

Por que o Brasil arrecadou tanto? 

Pois então, em 2021 o governo federal bateu recorde em arrecadação de impostos. O valor foi de quase R$ 1,9 trilhão, o maior em 27 anos. 

Chupa essa manga. 

As maiores altas vieram do famoso imposto de renda de pessoa jurídica, ou seja, empresas, que apresentaram uma alta em seus lucros no ano passado e que o governo mordeu seu bocado nesse acréscimo. 

Outra razão foi o aumento do imposto sobre operações financeiras, o IOF, aquele imposto que você paga quando compra umas blusinhas internacionais usando seu cartão de crédito. 

Anteriormente, esse imposto para pessoas físicas era de 0,0082% e subiu para 0,01118%. Contudo, é claro que o aumento de impostos não agrada ninguém. Mas, foi o responsável pelo superávit. 

E aí? É para ficar feliz? 

Ninguém gosta de ter que pagar imposto. Porém, diante de uma notícia como essa, há motivos para comemorar, já que, ainda que sejam altas, as despesas do governo não superaram o valor arrecadado. 

Isso é uma bandeira imensa para os investidores nacionais e internacionais. Porque isso mostra que o Brasil vai ter bala para pagar suas dívidas com juros para quem emprestou suas verdinhas. 

Assim, com mais dinheiro gringo entrando no nosso país, menos necessidade de imprimir o Real o governo terá. Com isso, em vez de dinheiro novo entrando, teremos dinheiro que já existe circulando. 

É isso que a gente espera. Vale a torcida. 

Inscreva-se na nossa newsletter!