Primeiro país a ter Bitcoin como moeda corrente

El Salvador inaugurou o baile
presidente de El Salvador, Nayib Bukele, em pronunciamento

História! Ontem (9), El Salvador passou a ser o 1º país do mundo a ter formalmente o bitcoin como moeda corrente após votação no Congresso. Segundo o presidente, Nayib Bukele, essa mudança deve impulsionar o investimento estrangeiro no país, além de gerar mais empregos e outras melhorias.

Um dos países mais pobres do continente, segundo o Valor, com parte significativa de seu PIB de US$ 27 bilhões dependente da remessa de imigrantes dos Estados Unidos, El Salvador fez história ao inaugurar este modelo.

Assim, o bitcoin deverá ser aceito por qualquer agente econômico de lá como forma de pagamento para bens e serviços, além do dólar americano, que continuará sendo a moeda oficial do país.

A votação do projeto de lei para que o Bitcoin seja uma moeda de curso legal no país foi de 84 votos a favor versus 62 votos contra.

O presidente ainda afirma que com isso os serviços financeiros se tornarão acessíveis a 70% de seus 6,5 milhões de habitantes, que não possuem conta em banco ou acesso a serviços financeiros tradicionais – além de facilitar a transferência de remessas do exterior e provavelmente desenvolver a economia.

O Bitcoin é uma moeda digital volátil e de pouca rastreabilidade. Isso a torna atraente e perigosa ao mesmo tempo. Principalmente quando se trata de uma região que possui a ação de crime organizado. O controle do regime de moeda é algo importante quando se trata disso.

De acordo com o economista e ex-presidente do Banco Central de El Salvador, Carlos Acevedo, “As criptomoedas são muito voláteis e arriscadas para que possam cumprir suas funções básicas de dinheiro como reserva de valor, meio de troca e unidade de conta, como aprendem os estudantes de Economia a partir dos cursos introdutórios da profissão”. Essa fala foi dita por ele em um artigo publicado no jornal digital El Faro.

Este marco na história do dinheiro, no entanto, pode gerar repercussões em todo o mundo conforme isso se torna mais atrativo e prático às pessoas quando se olha para o longo prazo. 

Outros países expressam, mesmo que de maneira sutil, interesse em ideias semelhantes em relação a criptomoedas poderem ser utilizadas nesse sentido. El Salvador foi lá e fez.

Inscreva-se na nossa newsletter!