Preço da gasolina já caiu quase 30% desde junho, afirma ANP

Segundo os dados da agência, o desconto nas últimas 8 semanas foi de R$1,99
Bomba de gasolina e posto ao fundo, simbolizando preço da gasolina ANP

Preço da gasolina murchando

A Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP), divulgou os dados sobre o preço da gasolina no território nacional. De acordo com a agência, nas últimas oito semanas, o preço médio do combustível caiu R$ 1,99.

Nesse sentido, desde junho, quando o preço do litro chegou em R$ 7,39, a sua máxima histórica, a queda já é de 27%. Agora, segundo a ANP, o preço médio da gasolina no país está no patamar dos R$ 5,40

O movimento teve início após a aprovação da lei que limitou o ICMS sobre os combustíveis, além dos descontos aplicados pela Petrobras, frente às quedas no mercado global do petróleo.

Leia mais:

Banco Central da Alemanha prevê recessão pesada em breve

Prosus adquire o que faltava para se tornar única dona do iFood

Como começou isso?

No dia 23 de junho, após um cenário de muita polêmica, o presidente Jair Bolsonaro sancionou a lei que reduziu o ICMS. Com isso, energia elétrica, transporte coletivo, telecomunicações e combustíveis tiveram suas alíquotas limitadas até o final do ano.

Sendo assim, a lei aprovada previa, neste período, que o Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS), que é um tributo de responsabilidade dos estados, ficasse dentro da faixa entre 17% e 18%.

Apesar dos resultados, as canetadas em favor da gasolina geram polêmicas até hoje. Isto porque, 7 Estados já recorreram ao STF e ganharam o direito de suspender pagamentos à União para compensar perdas.

Em julho, a deflação de 0,69% foi a maior desde 1980, principalmente por conta do combustíveis. Cabe agora observar por quanto tempo o cenário externo irá sustentar a calmaria.

Inscreva-se na nossa newsletter!