Petrobras eleva o preço da gasolina e do gás de cozinha em mais de 7%

Prepara o bolso!
Bomba de gasolina e posto ao fundo, simbolizando preço da gasolina ANP

A Petrobrás anunciou nesta sexta (8) que vai reajustar o preço da gasolina e do gás de cozinha, também conhecido como GLP, em 7,2%.

O reajuste será para as distribuidoras em ambos os casos, o que significa que o aumento do preço final para o consumidor poderá ser outro.

A mudança começa a partir deste sábado (9), depois de quase 60 dias com o preço estável na gasolina e de mais de 90 dias com estabilidade para os preços do GLP (Gás Liquefeito de Petróleo, o gás de cozinha).

O que causou isso?

 

Segundo a Petrobrás, o aumento dos preços internacionais do petróleo e a baixa oferta diante do crescimento da demanda mundial foram fatores que contribuíram para isso, além da taxa de câmbio e do fortalecimento do dólar.

A companhia ainda afirma que os ajustes são importantes para que não haja risco de desabastecimento por parte de todos os responsáveis pelo atendimento às regiões, ou seja, importadores, distribuidores e outros produtores.

"Desta forma, a partir de sábado (9), o preço médio de venda do GLP, da Petrobras para as distribuidoras, passará de R$ 3,60 para R$ 3,86 por quilo, equivalente a R$ 50,15 por 13kg, refletindo em reajuste médio de R$ 0,26 por quilo."

informou a Petrobras em nota

Já para a gasolina, segundo a empresa, o preço para as distribuidoras passa de R$ 2,78 para R$ 2,98, ou seja, reajuste médio de R$ 0,20 por litro.

Vale lembrar que o diesel também sofreu um reajuste de 8,9% no final de setembro. Todos estes aumentos tiveram influências da alta da cotação internacional do petróleo, que atingiu o maior nível nos últimos 3 anos.

É, prepara o bolso!

Inscreva-se na nossa newsletter!