Petrobras anuncia primeira redução do ano no preço da gasolina

Segundo a empresa, o desconto começará a partir desta quarta-feira (20)
Imagem de logo da Petrobras, simbolizando preço da gasolina

Apesar do anúncio só valer para o preço da gasolina, a Petrobras decidiu dar uma leve acarinhada no pobre bolso abatido dos brasileiros. Será que convence?

Vamos guardar a bike!

Nesta quinta-feira (17), depois de um longo ano de reajustes para cima, a Petrobras anunciou que reduzirá o preço da gasolina. A partir de amanhã (20), a empresa vai passar a aplicar um desconto de 4,93% no preço do combustível em suas refinarias.

Portanto, com a declaração, a gasolina vendida para as distribuidoras passará de R$ 4,06 para R$ 3,86. Contudo, para a empresa, não deve haver clima de alívio, já que a população ainda se recupera dos últimos golpes que os combustíveis derem em seus bolsos.

Leia mais:

Inflação na Zona do Euro é a maior da história

Partido Novo pede a revogação da PEC dos auxílios no STF

“Nada de desconto no preço da gasolina” dizia a Petrobras

Apesar da redução, a Petrobras amarga críticas dos setores da sociedade, resistentes aos últimos reajustes. Desde o início do ano que a empresa ainda não havia realizado qualquer redução, sendo que no último aumento, sob pressão, o ex-presidente até renunciou ao cargo.

De acordo com a estatal, todos os reajustes aconteceram para que os preços no Brasil estivessem alinhados aos preços aplicados no exterior. Desta forma, o desconto de amanhã vem na esteira das recentes variações no mercado global do petróleo.

Desde que os conflitos entre Rússia e Ucrânia explodiram em fevereiro, o preço do barril já caiu de US$ 140 para atualmente rondar os US$ 100. Apesar disso ainda pressionar os derivados, segundo a Petrobras, a empresa fica autorizada a aplicar o novo desconto.

Ao que interessa ADM…

Com a recente medida que reduziu o ICMS sobre combustíveis, o preço da gasolina já caiu, em média, de R$ 7,39 para R$ 6,07 só nas últimas três semanas. Sendo assim, com o novo desconto, o preço deve, de novo, tomar uma poção de encolhimento.

Na prática, a parcela da Petrobras aos consumidores, antes em R$ 2,96 por litro, em média, passa agora para R$ 2,81 na bomba. No entanto, como os preços aqui oscilam com o caos no exterior, cabe torcer para que o barril se comporte, e deixe o Adm usar seu fusca em paz.

Inscreva-se na nossa newsletter!