Pesquisa da ANP indica sétima semana consecutiva de aumento da gasolina

Imagem de bomba de combustíveis, simbolizando preço da gasolina da Petrobras

 A ANP é a Agência Nacional do Petróleo que é responsável por regular as atividades de indústria do petróleo, gás natural e biocombustíveis no Brasil e na última semana saiu uma nova pesquisa conduzida por eles relatando a sétima semana consecutiva de aumento da gasolina.

Eu sei, não é nenhuma novidade, todo mundo já está sabendo que para encher o tanque do carro tem que deixar um Rolex no posto.

O custo médio do litro de gasolina no Brasil chegou a R$6,076, uma alta de 0,28% quando comparado a semana passada. Além disso, na pesquisa, habitantes de 3 das 5 cinco regiões do país disseram que já encontram gasolina comum com preços acima dos R$7, essas regiões são Norte, Sudeste e Sul.

Gasolina a R$7,199 no Rio de Janeiro

No período entre 12 a 18 de setembro, o litro de gasolina mais caro do Brasil foi encontrado no Rio de Janeiro a R$7,199.

Por que a gasolina está tão cara? 

Com a gasolina desse jeito é de se ficar curioso realmente o porquê da gasolina estar tão cara, então vamos lá… 

Não é ó um “porquê”, são alguns porquês que jogam nessa equação e os dois principais fatores são: ao ICMS (Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços) e aos reajustes feitos pela Petrobras. 

Desde o começo do ano, o barril do tipo Brent que é usado pela Petrobras aumentou quase 40% e também como toda a negociação dos barris de petróleo são feitas em dólar com a valorização do dólar a gasolina só vai subindo e nosso bolso só vai chorando.

Inscreva-se na nossa newsletter!