Início » Economia » Paulo Guedes volta a falar sobre taxar dividendos

Paulo Guedes volta a falar sobre taxar dividendos

A possibilidade é de taxar em 20%, com alteração em pontos da reforma tributária em pauta
Paulo Guedes fazendo sinal de paz com os dedos, de máscara
Imagem: GettyImages

Em meio à proposta de reforma tributária, o Ministro da Economia afirmou nesta quarta (21) que está disposto, de fato, a taxar os dividendos distribuídos à pessoas físicas em 20%.

Ele ainda acrescentou sobre os passos ousados que devem ser dados nesse momento para favorecer as empresas e os trabalhadores.

Em um momento de comentários sobre a arrecadação de impostos do mês passado, Guedes salientou que está dando atenção ao setor privado e às suas sugestões sobre a proposta de reforma tributária.

Além disso, o ministro acrescentou que alguns pontos poderão ser modificados ou excluídos.

"Mas o essencial nós faremos, que é tributar juros e dividendos, reduzir a tributação para 31 milhões de brasileiros, os contribuintes assalariados, e isentar os profissionais liberais (...)".

E olha só, segundo o ministro, o governo não quer taxar médicos e dentistas, por exemplo, mas sim grandes escritórios e os “super-ricos”.

"Nós estamos querendo justamente baixar (tributação das empresas) de 34% para alguns setores para 21,5%. E nós queremos da mesma forma subir de zero para 20% o imposto sobre dividendos".

A proposta, segundo ele, é: “justamente pegar uma parte desse aumento de arrecadação e transformar isso numa redução de alíquotas e simplificação de impostos, como sempre prometemos”.

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp