Paulo Guedes defende reajuste salarial de 5% para todos os servidores

Delegados da Polícia Federal farão manifestação por reajuste maior
foto de Paulo Guedes

Em entrevista, o ministro Paulo Guedes defendeu o reajuste salarial de 5% para todos os servidores. Porém, delegados da polícia federal e servidores do Banco Central querem um aumento maior. 

2022 está o puro suco da discórdia. 

O que disse o Paulo Guedes?

Em uma entrevista nos United States, Paulo Guedes defendeu um aumento linear para todos os servidores no percentual de 5%. 

De acordo com o ministro, um aumento para apenas uma categoria poderia ser visto como favorecimento de um grupo. Portanto, um reajuste mais baixo para todos, embora mais caro para o Brasil, seria o correto em ano eleitoral, nas palavras de Guedes.

Isso porque em dezembro do ano passado o presidente Bolsonaro prometeu um aumento para os servidores da Polícia Federal, PF, da Polícia Rodoviária Federal, PRF, e do Departamento Penitenciário Nacional, Depen. 

Contudo, a declaração gerou ciúme nas demais categorias. 

E o que os servidores acham de um aumento de 5%?

Adivinha! Alguns estão odiando a ideia. A ADPF, Associação Nacional dos Delegados de Polícia Federal, agendou para o dia 28/04, quinta-feira, uma manifestação nacional. 

De acordo com a categoria, o governo está claramente se esquivando de um compromisso que assumiu com os policiais, que requerem uma reestruturação de carreira, o que significa basicamente um reajuste adequado segundo as exigências de cada cargo. 

Além disso, os servidores do Banco Central já adiantaram que também não estão felizes com um aumento de apenas 5%.

E quanto 5% de aumento vai custar para o Brasil?

Havendo um acordo entre todas as categorias com o governo, o reajuste pretendido será concedido na metade do ano, ou seja um custo para 2022 de quase R$ 6 bilhões. 

Já para 2023, o gasto seria de cerca de R$ 12 bi. 

Inscreva-se na nossa newsletter!