Paulo Guedes apresenta hoje proposta que muda Imposto de Renda

A proposta pode aumentar o limite de isenção para R$ 2,5 mil.
Leão selvagem em postura plena

A proposta deve aumentar o limite de isenção para R$ 2,5 mil, tanto para pessoas físicas quanto empresas, e é apontada como a segunda fase da reforma tributária do governo – a primeira está no Congresso desde o ano passado.

Ela foi prometida desde o início do governo Bolsonaro e agora (25) será entregue ao Congresso.

O novo teto de isenção de IR para 2,5 mil não vai afetar apenas quem ganha nessa faixa salarial, mas todas as outras faixas também.

💸 Por que adm?

Atualmente, a taxação é feita apenas sobre os rendimentos. Por exemplo, se você tem um salário de R$ 3.500,00, os 15% de IR desconsideram os R$ 1.903,98 que hoje são isentos. Apenas parte (R$ 3.500,00 – R$1.903,98) do salário é tributada.

Aumentando esse valor de R$ 1.900 para R$ 2.500, a isenção beneficia a todas as faixas salariais, que agora tem um “desconto” maior do salário e menos a ser tributado.

💐 MAS nem tudo são flores, compassers!

Para compensar essa redução na arrecadação, o governo vai propor a volta da cobrança dos lucros e dividendos das empresas.

Não sabe o que são dividendos? Temos um artigo completo sobre!

Para empresas, o governo deve baixar em 5 pontos a taxação do IR, caindo de 25% para 22,5%, em 2022, e 20% em 2023.

Inscreva-se na nossa newsletter!