O que é Deflação e como ela afeta a economia

Comece por aqui
Início » Economia » O que é Deflação e como ela afeta a economia

Inflação a gente tá cansado de ouvir, mas e a deflação? Será que é o contrário?

Se a alta dos preços é o que está ligado à inflação, então o processo contrário, que seria a queda dos preços, é o que está ligado à deflação?

Neste artigo vamos trazer todas essas explicações.

O que é a deflação?

Deflação é basicamente a queda generalizada dos preços durante um período. Assim, a deflação é um resultado de inflação negativa. Em 2019, foi registrado no Brasil um valor negativo para a inflação – no caso, o valor do IPCA – de -0,04%.

Adm Explica

IPCA significa índice de Preços ao Consumidor Amplo e é o índice que comanda a inflação oficial do Brasil.

Importante: não confundir deflação com desinflação. Neste segundo caso, é basicamente uma diminuição da inflação (ou seja, continua havendo aumento dos preços, mas de maneira menos acelerada).

Deflação é bom?

“Uau, todos os preços caindo, não é o que todos queremos?

É o primeiro pensamento, né?

Mas veja bem, Compasser, a deflação ocorrer por longos períodos não é nada saudável para a economia de um país. Basta lembrar da queda da Bolsa de Valores de Nova York em 1929.

Com a crise dos EUA naquela época, as empresas foram obrigadas a cortar os preços de produtos e serviços, causando uma grande recessão.

Pessoas em fila para pegar café e comida na crise de 1929
site: mforbank

Essa recessão fez muitas pessoas perderem seus empregos e suas rendas, causando uma das maiores crises econômicas que já existiram.

Assim, a queda generalizada dos preços não necessariamente é algo bom.

O que se espera, na verdade, é que uma elevação dos preços – no caso da inflação, por exemplo – ocorra de maneira gradativa e acompanhada de outros indicadores como renda média da população, empregos oferecidos e consumo de produtos e serviços.

Quando um movimento diferente desse ocorre, toda a população acaba sendo prejudicada.

O que causa a deflação? / Como ocorre uma deflação?

Duas causas são as principais: a primeira causa para uma deflação é o aumento da oferta de produtos diante de uma diminuição de demanda, como no exemplo acima da crise de 29.

Na situação de uma alta demanda para uma baixa procura, por exemplo, a redução dos preços ocorre como forma de estimular o consumo.

Isso, à primeira vista, pode parecer positivo. No entanto, quando isso perdura, pode trazer impactos negativos para a indústria e para a população devido a aumento de desempregos, por exemplo, quando a falta de demanda induz os donos de negócios a não terem condições de pagarem seus funcionários e assim os negócios irem deixando de existir.

A segunda causa é a quantidade de dinheiro em circulação: pouco papel moeda circulando é um sinal de menos pessoas comprando – o que desestimula ainda mais o consumo.

E a diminuição do consumo, basicamente acaba gerando queda dos preços, problemas da economia e acabamos também convergindo também para algo muito próximo à primeira causa.

Adm Explica

De maneira prática: os valores de uma economia são definidos pela média dos preços de uma quantidade fixa de bens e serviços adquiridos pelos consumidores para um determinado intervalo de tempo.

Assim, é feita uma comparação com o período seguinte a esse intervalo de tempo e a partir dessa comparação é feita a análise quanto ao nível de preços: se aumentou ou se diminuiu. Com isso, temos o momento de ver se houve inflação ou deflação. No caso da diminuição, houve deflação.

Em crises, por exemplo, é comum que ocorra esse tipo de queda, já que nesses períodos a procura de bens e serviços passa a ser menor e isso acaba fazendo com que as empresas abaixem seus preços. Você pode aprender mais sobre isso em nosso artigo que fala da Lei da Oferta e da Demanda.

A deflação, assim, ocorre quando as empresas não conseguem vender seus estoques, o que está ligado também aos ciclos econômicos.

Além disso, outra possibilidade é quando ocorre um aumento da produtividade de toda a economia. Assim muitas empresas acabam cobrando preços menores ao mesmo tempo em que o dinheiro circulante pode não aumentar na mesma proporção.

Adm Explica

Assim, a deflação pode ser um processo tão ruim quanto a deflação!

Esclarecendo inflação, deflação e desinflação

Assim, para não confundir mais, a desinflação é a redução da inflação – quando os preços sobem, mas de forma reduzida. A deflação é a queda dos preços de produtos e serviços de maneira generalizada e a inflação é o aumento contínuo dos preços de forma generalizada.

Geralmente, na maior parte dos países, quem controla a inflação são os Bancos Centrais e isso é feito a partir de metas a serem alcançadas ao longo do ano.

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp