Ministra da Agricultura diz que preço dos alimentos vai subir no Brasil

Guerra na Ucrânia é a vilã da vez
foto de ministra do Brasil

Se você tinha um sonho, apenas desista. Ministra da Agricultura, Teresa Cristina adianta que a crise dos fertilizantes é grave e que o aumento no preço dos alimentos no Brasil é certo. 

Por que uma guerra tão longe afeta o Brasil?

Veja, coração, o agronegócio no Brasil representa quase 27% do nosso PIB, ou seja, quase um terço do que o nosso país produz vem do agro. 

Contudo, para que essa produção siga em um volume alto, alguns produtinhos são necessários. Como por exemplo, fertilizantes. 

E é aí que surge o B.O. por que nossa maior vendedora é a Rússia que está ‘brincando’ de War na Ucrânia, tentando tomar para si o país. 

Diante disso, os demais países do mundo estão aplicando castigos para a nossa maior vendedora de fertilizantes. Porém, essas lapadas na Rússia estão acertando o Brasil também. 

E não tem como comprar de outro país? 

De acordo com a nossa ministra da agricultura, as tratativas com o Canadá para o acréscimo de mais de 500 mil toneladas já estão acontecendo há dias. 

Mas, não somos os únicos que precisam comer, não é, meu anjo? Todo o resto das ‘pessoinhas’ do planeta Terra também. 

Então, é nesse momento que todos os ministros da agricultura de todos os países começam a ligar feito loucos para os países que vendem fertilizantes pedindo mais produto para as suas plantinhas. 

Assim, os vendedores por não conseguirem atender a todos e para não prejudicar seus negócios, passam a vender mais caro.

E é aí que vem o aumento para a gente, não é?

E vem com força. Primeiro porque nosso país precisa rebolar para convencer outros países a nos vender mais, considerando que tem outros querendo a mesma coisa. 

Segundo porque nem comprando mais do Canadá, Chile e Irã, países que estão recebendo ‘WhatsApp’ da Teresinha, a demanda necessária será totalmente atingida. 

Com isso, a produção do agronegócio pode cair, o que faz com que nosso prato de arroz com feijão e ovo cozido saia ainda mais caro. E é claro que isso derruba nosso PIB. 

Além disso, a ministra ainda ressalta que pediu uma reunião com a FAO, Organização para Alimentação e Agricultura, da ONU, para pedir que os fertilizantes da Rússia não sejam sancionados. 

Inscreva-se na nossa newsletter!