Itaú e outros bancos são escolhidos para ajudar com o Real Digital

Trabalhos poderão ser concluídos no final de julho
Real Digital

Quem vai aderir? E para quem achou que o Banco Central estava de graça, agora percebe que era real. O BC selecionou nove empresas para ajudar com o desenvolvimento do Real Digital. 

Luz na passarela, que lá vem ela. 

É real mesmo?

Sim, pitchula! Hoje mesmo o Banco Central anunciou as nove propostas que foram selecionadas para ajudar na construção do Real Digital. 

A princípio, a ideia era buscar diferentes maneiras de aplicar o Real virtual. Ou seja, dar mais de uma utilidade para a moeda, para fazer valer o ‘trampo’. Então, os mais criativos seriam selecionados para dar uma mãozinha para o BC. 

E aqui vão os vencedores. 

Mercado Bitcoin, Itaú, Santander, Febraban, Aave, Vert, Visa do Brasil, Tecban e Giesecke+Devrient. Há algumas empresas gringas no meio, acho que já perceberam. 

E quais são as propostas?

Apenas algumas, baby, não temos tanto espaço para digitar. 

A Aave sugeriu o “pool de liquidez”, ou liquidity pools, para os mais frescos. Aqui, basicamente, existe um rendimento para aqueles que mantiverem o seu token, neste caso, o Real Digital na conta. 

Isso porque, é preciso garantir que as pessoas queiram usar o digital. Então, fazê-lo render dentro da rede blockchain onde ele estiver pode atrair ser ‘humaninhos’. 

Já a Giesecke+Devrient sugeriu o pagamento offline. Enfim, sem comentários, não é? Extremamente útil quando acaba o pacote de dados de internet. 

O Santander quer tornar o direito de propriedade de imóveis e veículos em um token digital, para que assim, toda aquela papelada de propriedade seja dispensada. 

O Real Digital é uma coisa boa?

Como tudo nessa vida, sempre há vantagens e desvantagens. Você é quem escolhe se qual pesa mais para você. 

O lado positivo é que ter uma conta diretamente no Banco Central pode evitar que você precise abrir uma conta em diferentes bancos. 

Sabe quando você entra em um novo emprego e o seu chefe pede para que você abra conta no banco dele? Pois é, uma conta direta no Banco Central pode organizar melhor sua vida. 

Contudo, aí que mora o perigo, aí que eu caio lindo. Essa centralização no longo prazo pode ser um grande problema. Além do fato das informações sobre seus negócios ficarem ainda mais expostas para o governo. 

E aí? Vale a pena ou não?

Inscreva-se na nossa newsletter!